Olar. Resolvi escrever esse post só pra fazer um levantamento mesmo. Já tatuei com alguns artistas, e na maioria das vezes, os cuidados após a tattoo mudam bastante de um pro outro. A ideia aqui é ver o que é mais comum, quais as pomadas mais indicadas etc. Lembrando que, de acordo com a vigilância sanitária e o CRM, somente médicos podem indicar e prescrever remédios, por isso não vou identificar qual tatuador recomenda o quê. Isso vale também pra quando você vai na farmácia e pede uma sugestão pro farmacêutico, viu? Antes que comece o mimimi…

Os cuidados que são consenso entre a maioria dos profissionais nos primeiros cinco dias são:

  • Não ingerir alimentos gordurosos
  • Não comer carne de porco
  • Não ingerir frutos do mar
  • Não beber álcool
  • Não usar drogas – vamos deixar esse conselho para todos os dias após a tattoo também? <3
  • Evitar exercícios físicos intensos
  • Não expor a tatuagem ao sol
  • Não entrar no mar ou em piscinas até que a região tatuada esteja bem cicatrizada, ou seja, uns 30 dias, apesar de que dizem que a cicatrização completa pode levar até 90 dias, dependendo da pele, do metabolismo e afins
  • E, para o resto da vida, protetor solar FPS 30 — no mínimo sempre que expor a tatuagem ao sol.

Um cuidado que eu nunca tinha visto foi o de tomar vitamina C com zinco após a tattoo, mas faz sentido. De acordo com a minha pesquisa, o zinco, associado à vitamina C, combate os radicais livres que causam o envelhecimento dos tecidos. Uma vez me mandaram tomar tintura de arnica três dias antes de tatuar, pois ela afina o sangue e ajuda na cicatrização. Se é fato ou apenas pagelança, não sei dizer.

Outra dica popular entre os entrevistados é de fazer compressas com gelo no local, caso o trabalho tenha sido mais agressivo e inche demais ou deixe a região meio febril. Essa tatuagem maravilhosa da vitrine, por exemplo, feita pelo querido do Nicolas Marrez, me judiou um pouco. Era uma região muito sensível, mas uma compressinha com gelo foi Deus na terra 🙂 É bom lembrar que o gelo nunca deve entrar em contato direto com a pele, pois isso pode queimar o local e causar mais dor ainda. Sempre com o plástico, envolva o saquinho de gelo em um pano e coloque na região tatuada.

Um creme indicado que eu achei bastante curioso foi aquele hidratante Nívea da latinha azul, bem clássico. De acordo com um dos artistas que o recomendou, ele é bastante usado fora do Brasil e é bom por possuir textura fácil de espalhar, não contendo álcool.

Abaixo, seguem os dados que eu coletei sobre marcas de pomadas e período de uso do plástico. Para esta pesquisa, foram entrevistados 18 tatuadores:

Pesquisa por Tamy Antunes

Pesquisa por Tamy Antunes

Pesquisa por: Tamy Antunes

Pesquisa por Tamy Antunes

Vamos esclarecer uma coisa aqui, ok? Eu não tô indicando nada, esse texto é só para fazer um levantamento e matar a minha curiosidade. Inclusive, dois artistas que eu respeito muito me disseram que não gostam de padronizar os cuidados, pois eles podem variar de trabalho para trabalho. Então, a melhor pessoa pra te dizer o que fazer é quem te tatuou.

Au revoir.

P.S.I.: Sei que perceberam que os números dos gráficos não fecham 18. Isso é porque alguns tatuadores indicaram mais de uma pomada e outros não responderam.

P.S.II.: Nesse finde acontece aqui a convenção Incorpore Art Tattoo, que vai ser realizada no Paraná Clube. Quem tiver de bobeira passe lá pra dar um oi pra galera e, quem sabe, sair com uma tatuagem nova =) Eu vou estar por lá, e na semana que vem eu conto pra vocês o que eu achei do evento. Espero conseguir registros bem bacanas.

P.S.III.: Neste sábado, dia 13 de junho, vai rolar um flash no Estúdio CWB. Os profissionais que vão participar do evento são: Eduardo Meca, Marcelo Mexinha, Neto Goussain, Kahell Miano e Rafael Oliveira.