Mais um clássico Disney está confirmado para passar pela nova moda do momento: a transformação de desenho em filme. O escolhido é um clássico bem antigo, e que conquistou multidões das mais variadas idades ao passar dos anos. Talvez até um pouco fora de cena recentemente, chegou a hora de A Dama e o Vagabundo voltar aos holofotes.

Como dito, não é nem de perto o primeiro e está longe de ser o último a encarar tal “recriação”. Só para 2018, a Disney já garantiu quatro nessa linhagem: Uma Dobra no Tempo, Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível, O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos e O Retorno de Mary Poppins; saiba mais sobre cada um clicando em seu título. Apesar de apenas o segundo ali se tratar realmente de uma adaptação de animação em live-action, 2019 será a concretização desta proposta com a chegada de ‘Dumbo, ‘Aladdin’ e ‘O Rei Leão’.

Mas vamos falar de A Dama e o Vagabundo, desenho lançado, pasmem, em 1955 e dono de várias remasterizações. Baseado num conto de Ward Greene, conhecemos uma chique cadela cocker e seu romance cheio de aventuras com um vira-lata. Nesta nova versão, atores e cenários reais serão inseridos acrescentados de CGI (computação gráfica) para recriar os animais.

A direção ficará a cargo de Charlie Bean, reconhecido no meio por vários desenhos da Cartoon Network e mais recentemente por ter dirigido ‘LEGO Ninjago: O Filme’; enquanto o roteiro será do desconhecido Andrew Bujalski.

Programado para estrear em 2019, uma notícia a respeito de seu lançamento pode não agradar muito aos fãs: a versão live-action de A Dama e o Vagabundo será lançada apenas no ainda inédito serviço de streaming da Disney.

Trailer – A Dama e o Vagabundo (desenho)