Muitos artistas da capital paranaense tiveram que interromper seus trabalhos por conta da crise do coronavírus. Com isso surgiu o projeto “Arte Parada no Ar”, que tem o objetivo de expor retratos e desabafos de artistas de Curitiba que interromperam seus trabalhos durante o isolamento social.

O nome surgiu por meio do texto “Um grito parado no ar”, de Gianfrancesco Guarnieri, e traz o drama sobre as dificuldades de se fazer arte em um tempo de repressão. 

Todos podem participar, é um espaço aberto e de desabafo. Existe uma seleção de pessoas que escolhem os relatos e disponibilizam no site da Prosa Nova.

“Livros parados, silenciosos”, de Josiane May Bibas

Vi algumas fotos de cenários de teatro vazios, ou de locais de ensaio parados, e me deu uma melancolia muito grande“, comenta Luiz Andriolli, mentor da Prosa Nova e do projeto Arte Parada no Ar. O projeto visa ainda deixar um registro histórico para aqueles do futuro.

Para participar é preciso acessar o site. Lá você conhecerá mais sobre o projeto e verá todas as obras que já estão disponíveis como forma de desabafo.