A década de 70 foi palco para muitas manifestações sociais no campo musical. A diminuição no interesse do classic rock e a explosão do dance music deram origem à Década da Discoteca. Claro que nesse tempo outras vertentes musicais foram exploradas; na segunda metade da década, a nostalgia dos anos 50 (sempre ela, sempre a nostalgia) reacendeu o movimento rockabilly.

Em 1978, Grease, musical com a maior bilheteria do ano nos EUA e bastante popular nos anos que ainda viriam, foi lançado, tendo como protagonista a vencedora de vários Grammy, outros tantos prêmios e nomeações Olivia Newton-John. Australiana, a cantora e atriz acumula em sua carreira mais de 20 álbuns e inúmeros hits, incluindo Physical, que recentemente foi homenageado em uma série televisiva norte-americana musical, a Glee. Ah, ela esteve no palco do Teatro Guaíra no dia 5 de março. E ela foi brilhante!

MAKE A GOOD CONVERSATION

A plateia do Guaíra estava lotada. Depois de as luzes se apagarem, Olivia surge no palco, com seu colete brilhante. Ovacionada por um público que se levantou para aplaudi-la, com um sorriso estampado no rosto, começou o espetáculo com Have you ever been mellow. Xanadu veio logo depois, arracando uns suspiros da plateia, que estava encantada com o carisma de Olivia.

Então, ela começou a interagir com os fãs. Arriscou palavras básicas em português, arrancando risadas. Contou histórias de sua carreira entre uma música e outra, sempre bem-humorada, e, logo antes de Not Gonna Give in to It, descreveu o que inspirou sua composição: a época em que teve câncer de mama. Quando sentiu que o clima pesou um pouco, deu uns pulos no palco sorrindo e gesticulando, dizendo ‘Ei, mas eu estou bem. O importante é não se entregar!’. Aparentemente, ela não o faz.

17-DSC_6713

Olivia Newton-John em Curitiba. Foto: Ana Guimarães/Curitiba Cult

Não parou um segundo de ser simpática. Andando pra lá e pra cá, sempre intercalando músicas com bate-papos, cantou Physical, fez uma homenagem ao Brasil com Girl from Ipanema. Teve Look at me I’m Sandra Dee, Cry me a river, Hopelessly Devoted to You, apresentação country e despedida com uma declaração à casa, que se emocionou em muitos momentos durante o espetáculo: com um vestido prata brilhante, Olivia disse I Honestly Love You.

24-DSC_6735

Vestida de prata, Olivia Newton-John emocionou o Teatro Guaíra. Foto: Ana Guimarães/Curitiba Cult

Depois de uma noite de verão, a eterna Sandy voltou e executou, com um último sorriso no rosto, Somewhere Over the Rainbow. ‘É a música preferida de minha filha, Chloe’, disse ela. E nós, claro, agradecemos da melhor maneira que podíamos: aplaudindo fortemente uma artista tão fenomenal.

22-DSC_6731

Olivia Newton-John e banda. Foto: Ana Guimarães/Curitiba Cult