Olá, jovens, como eu comentei na coluna do dia 30 de abril, toda última quarta-feira do mês a gente vai falar sério aqui =)

Esta semana eu tenho o prazer de trazer uma entrevista sobre New School que eu fiz com o Duda Santana, artista-referência no assunto e que agora mora em terras curitibocas. Começando pelo começo, o Duda explicou que o New, assim como o Old School, teve origem nos Estados Unidos e nasceu da necessidade de sair das regras pré-estabelecidas pelo Old. Em meados da década de 70, “alguns artistas queriam trabalhar com mais cores e degradês em seus trabalhos e passaram a fazer um Old mais customizado e megacolorido, diferente do tradicional, que contém somente cores primárias e formas simples”, conta Santana.

Como a maioria das vertentes de tattoo, o New possui diversas regras que devem ser respeitadas, principalmente para competições em convenções, e que exigem muito estudo e prática do artista que se dispõe a fazer esse tipo de trabalho. De acordo com Duda, é muito importante desestigmatizar que o New é só um desenho “fofinho e coloridinho”. Entre as principais regras, estão:

  1. Criação própria;
  2. Variações de planos e traços;
  3. Uso de linhas finas, modeladas e grossas;
  4. Luz, brilho natural e contraluz.

É a contraluz que diferencia o New do Full Color, mais difundido na Europa. “O Full Color é um estilo semelhante, com variações de traços e planos. Mas é um trabalho apenas colorido com brilho natural, diferente do New School, que leva muito volume, projeções de sombras, luz e contraluz”, explicou Duda.

Marcelo Marzari

Marcelo Marzari

Comentei com ele que o New não anda tanto em evidência, pelo menos aqui em Curitiba. Há uns quatro ou cinco anos ouvia-se falar muito mais sobre os trabalhos do Marcelo Marzari, por exemplo, que sempre foi referência em New na cidade. Hoje, temos uma avalanche de Old, New Traditional, Aquarela, Realismo e Pontilhismo. Santana concorda, mas acredita que o New School se encontra no melhor momento: “Tudo que é moda, passa. Só quem realmente ama o que faz continua estudando e melhorando cada vez mais o seu estilo. Os artistas hoje estão muito mais criativos e experientes, mesclando várias técnicas em um único estilo. Hoje vemos uma identidade maior nos trabalhos, você bate o olho e já sabe identificar de qual artista é, por isso acho que estamos na melhor fase do estilo e isso tende a evoluir”.

Victor Chil e Fernando Fly

Dos profissionais que Duda Santana considera como seus principais influenciadores, podem ser citados: André Rodrigues, Jee Sayalero, Victor Chil, Mat Lapping, Logan Barracuda e Fernando Fly.

Jee Sayalero

Jee Sayalero

Mat Lapping

Mat Lapping

Este ano, ele está de mudança definitiva para Curitiba e vai integrar a equipe do ArtPura Tattoo Shop. Nas palavras dele: “Como estou me mudando agora para Curitiba, estou com minha agenda lotada de horários disponíveis”.

Espero que eu tenha chegado lá no meu objetivo de ensinar uma coisinha ou outra pra vocês. Passem no ArtPura pra trocar uma ideia com o Duda, gente finíssima, e obrigada por me ajudar a construir esse texto =)

Au revoir.

P.S.I: Para quem quiser entrar em contato com o Santana:

ArtPura Tattoo Shop

Endereço: Rua Visconde de Rio Branco, 1687 – Centro. Entrada pela Rua 24 Horas.

Fone: (41) 3015-4479

WhatsApp: (11) 98165-8621

Instagram e Facebook.

P.S.II: Recentemente o Duda lançou um livro com DVD, “Evolução – Sketchbook e Estudos para New School”. Nesse livro ele explica seu ponto de vista e as técnicas que utiliza em seus trabalhos. O material está disponível pelo site O Tatuador. Conheçam!

P.S.III: Trabalhos da vitrine por Duda Santana.