Com o adiamento do Rock in Rio para 2022, a Heineken anunciou recentemente que vai doar parte do investimento que faria no festival para a instalação de quatro usinas de oxigênio, além da compra de cilindros, CPAPs (aparelhos de suporte às vias aéreas) e Equipamentos de Proteção Individuais para profissionais da linha de frente em pelo menos 40 hospitais filantrópicos de todo país que estão em situação crítica.

Essa atitude é uma parceria da marca Heineken com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que decidiram se juntar para fortalecer as ações de combate à pandemia da Covid-19 em todo país, em momento de grande impacto no sistema de saúde pública nacional.

“É um momento muito difícil para todos e que exige um esforço conjunto, público e privado, para que o país enfrente a situação e minimize impactos. Por isso, sendo uma marca tão valorizada pelos brasileiros, não poderíamos deixar de direcionar nossos esforços para o que é prioridade: a vida das pessoas”, comenta Maurício Giamellaro, CEO do Grupo HEINEKEN no Brasil. A cervejaria segue como patrocinadora do festival em 2022, o sexto ano consecutivo presente no evento.

Ao todo, serão R$ 9 milhões aportados nessa parceria com a Heineken para o sistema de saúde. Para mais informações, acesse a página oficial da Heineken.