Se você é daqueles que não tem muita paciência para ficar sentado no sofá ou na cama, vendo séries longas, porque é ansioso demais ou sem tempo, essa lista é perfeita para você

O Curitiba Cult pensou em cinco séries curtas, rápidas e boas para todos os gostos. Têm sobre empoderamento feminino, de comédia, universo herói e assim por diante. Separe um tempinho, escolha uma do seu gosto e boa série. 

Atypical

Já na terceira temporada, “Atypical” engloba a vida de Sam Gardner (Keir Gilchrist), um garoto com 18 anos diagnosticado com autismo e apaixonada pela vida marinha. Em suas sessões com sua terapeuta, decide que vai em busca de uma namorada. Cursando o ensino médio, a série mostra como alguém como Sam enfrenta problemas amorosos, escolares e familiares. Durante todo o enredo a diversidade é o foco principal, mostrando como pessoas em volta lidam (ou deviam lidar) e como o personagem reage às ações dos demais. Série digna de maratona. 

Divulgação

Coisa mais Linda

Série brasileira, que trata sobre o poder das mulheres e como podem fazer a diferença juntas. A história se passa no final dos anos 50, onde Maria Luiza (interpretada por Maria Casadevall) é abandonada pelo marido, decide abrir mão de depender de seu pai e abre seu próprio negócio. No seu caminho conta com a ajuda de outras figuras femininas importantes que a apoiam, como Adélia (Patricia Dejesus), Lígia (Fernanda Vasconcelos) e Thereza (Mel Lisboa). A série tem apenas uma temporada e os fãs já esperam o lançamento da segunda parte.  

Divulgação

I am Not Okay with This

Essa aqui está quentinha saindo do forno. Seu lançamento foi dia 26 de fevereiro deste ano e já recebeu muitas críticas positivas a seu favor. A garota Sydney (Sophia Lillis) enfrenta alguns problemas na adolescência, desde problemas amorosos a até o descobrimento de novos poderes que podem mudar seu futuro. Quem já assistiu sabe que o final deixa qualquer um boquiaberto e que a chance de ter uma segunda temporada é muito grande. Vale muito a pena estourar uma pipoca e sentar para ver de olhos bem abertos. 

Divulgação

The End of the F***ing World

Dos mesmos criadores de “I am Not Okay with This”, a série segue a mesma linha de histórias cheias de informação e entretenimento com o público. A história se resume a vida de James (Alex Lawther) e Alyssa (Jessica Barden) , que vem um no outro como podem ser parecidos e assim ficarem juntos. Nos episódios acontecem muitas situações, desde um carro explodindo, um casamento a até mesmo uma morte. Já na segunda temporada, o público espera a confirmação da terceira. Uma série com uma pitada de humor, romance e suspense na medida certa. 

Sex Education

Se você está procurando uma série que seja diferente de todas, chegou na escolha certa. “Sex Education” é especial de diversas formas, pela característica particular de cada personagem construído, pelo enredo engraçado e também pela discussão de assuntos sérios durante a narrativa. Otis (Asa Butterfield) é filho de uma terapeuta sexual e apesar de ainda não ter perdido a virgindade, resolve junto com seus amigos criarem uma clínica clandestina para ajudarem os outros estudantes da sua escola. Aqueles que assistirem com certeza não vão se decepcionar e vão ficar ansiosos pela terceira temporada como todos aqueles que já viram. Corre lá ver. 

Divulgação

Todas são produções da plataforma de streaming Netflix