Você sabia que Curitiba recebeu o Prêmio de Cidade Amiga dos Animais? O Zoológico de Curitiba faz parte dessa conquista. A unidade tem parceria com instituições brasileiras de preservação da fauna, acolhendo animais impossibilitados de voltar à natureza e participando de programas de reprodução de espécies ameaçadas de extinção. O Curitiba Cult foi conhecer o trabalho do Zoo e você pode conferir um pouco do nosso passeio aqui.

Hoje o Zoológico abriga mais de 1,5 mil animais, sendo mais de 70% deles vindos de situações de intervenção humana que impossibilitaram sua soltura na natureza (apreensões, tráfico, circos e maus-tratos). Os animais recebidos pelo Centro de Apoio à Fauna Silvestre também encontram abrigo e cuidado na unidade de conservação do Alto Boqueirão. 

A girafa Pandinha é um dos animais que você pode conhecer na visitação ao Zoo. Foto: Daniel Castellano/SMCS

Outros acabam nascendo por lá, dentro de programas nacionais de conservação de espécies ameaçadas de extinção, conforme a classificação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

O local, que já mantém uma série de programas de reprodução de espécies ameaçadas de forma independente, passou a integrar em 2018 os grupos nacionais, por meio de um Termo de Cooperação Técnica entre a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil, ICMBio e Ministério do Meio Ambiente. Até 2020, oito espécies mantidas no Zoo contavam com ações para a conservação, que incluem a reprodução e podem contemplar futuramente solturas na natureza. São elas: muriqui-do-sul; mico-leão-da-cara-dourada; macaco-aranha-da-testa-branca; tamanduá-bandeira; onça-pintada; lobo-guará; jacutinga; e ararajuba. 

O muriqui-do-sul, também chamado de monocarvoeiro, é uma das espécies ameaçadas de extinção que participam dos programas de preservação da fauna do Zoológico de Curitiba / Foto: Hully Paiva/SMCS

Para quem quer conhecer as espécies e o trabalho do Zoo, a visitação está acontecendo de duas formas: drive-thru e a pé. Quem escolher ir de carro ao zoológico,  percorrerá cerca de 1,3 km e passará pelas vias mais largas do Zoo, onde é possível ver, a girafa Pandinha, o casal de leões Thor e Zambia e a ursa Kiopaa. O passeio foi pensado de forma a garantir o sossego dos animais, a exemplo do que já acontece em outros zoos do Brasil, que permitem que o caminho seja feito por veículos motorizados, como é o caso do de Belo Horizonte e Brasília. 

As visitas de carro pela unidade acontecem de terça a sexta-feira. Aos sábados e domingos, o espaço é de quem quer passear a pé. Os agendamentos para as duas modalidades de visita continuam obrigatórios pelo agendaonline.curitiba.pr.gov.br. A organização por horários e o limite de visitantes devem-se à situação da pandemia da covid-19 em Curitiba, que se encontra em bandeira amarela, mas ainda exige cuidados e colaboração dos cidadãos.

Para agendar a visita você pode acessar o site e seguir os passos:

1) Acesse o site Agenda Online e faça o login

2) Clique em ‘novo agendamento’ e selecione a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e, sem seguida, Zoológico de Curitiba

3) Na caixa de diálogo aberta, selecione a visita ao Zoo pelo drive-thru

4) Informe a placa do carro, data e horário desejados para a visita