A peça teatral Agreste é baseada em fatos reais. A história, escrita pelo dramaturgo Newton Moreno, fala da relação ao desconhecimento do corpo e da própria sexualidade. O drama aborda a vida de um casal de lavradores que se apaixona e foge para viver este amor. Décadas depois o marido morre e o romântico dá espaço ao trágico. O texto, que recebeu em 2004 os prêmios Shell de Teatro e da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), ganha agora uma versão paranaense pelas mãos da diretora Fátima Ortiz. O espetáculo cumpre temporada no Espaço Cultural Pé no Palco, em Curitiba, de 7 de outubro a 7 de novembro, sempre de sexta a segunda.

Ao todo, onze atores e músicos encenam a história. O espetáculo se passa originalmente no agreste nordestino, mas uma história como esta poderia ser encontrada em diversas partes do Brasil e do mundo. A supressão do outro, do “diferente”, é o mote principal desta peça, recheada também de referências populares e religiosas. Uma narrativa épica que aborda a complexidade das relações.

O espetáculo foi contemplado no Mecenato Subsidiado da Fundação Cultural da Prefeitura de Curitiba e teve o patrocínio do Banco do Brasil.

SERVIÇO – “AGRESTE”

Quando: 7 de outubro a 7 de novembro de 2016

Onde: Espaço Cultural Pé no Palco – Rua Conselheiro Dantas, 20 – Rebouças

Horário: sexta-feira, sábado e segunda-feira às 20h e domingo às 18h

Ingressos: R$30,00 e R$15,00 (vendidos no local com até uma hora de antecedência)

*excepcionalmente no dia 15 de outubro não haverá espetáculo.