“Viva a sua paixão”, foi o legado deixado dessas olimpíadas encerradas ontem, 21 de agosto. Com esse espírito olímpico que nos contagia, inspira, motiva e ensina que com determinação, dedicação e disciplina é possível viver nossa paixão e realizar nossos sonhos.

Essas foram as olimpíadas mais emocionais e humanas que já existiram. Os brasileiros mostraram vulnerabilidade, simpatia, muita animação, mas também falta de respeito e descontrole emocional.

Muitos ficaram preocupados com a estrutura do parque olímpico, com medo da violência típica do Rio, ou de atentados. Teve quem tentou apagar a tocha olímpica, teve gente com vergonha da falta de responsabilidade do Brasileiro… Teve até quem torceu para que acontecesse alguma coisa errada, só para ter do que falar mal. Mas daí teve a abertura e foi um show aplaudido e elogiado pelo mundo todo. Tudo funcionou.

Claro que houveram problemas, nada feito por humanos é perfeito, mas infelizmente as pessoas estão cada vez mais intolerantes umas com as outras. E o pior, não são pessoas perfeitas que são intolerantes, são aquelas fracassadas que jamais fariam melhor.

É importante valorizar o lado positivo das olimpíadas, pois criticar não mudará absolutamente nada. Os atletas treinaram duro, mostraram a incrível determinação e resiliência e é isso que devemos ver, devemos aprender que quando há dedicação tudo se torna possível.

É preciso saber ganhar e saber perder com gentileza, porém o respeito não foi muito visto por aqui, aliás, ele não está sendo muito visto em nenhum lugar do mundo atualmente. Nem o respeito, nem a tolerância. Tudo está se tornando um belo motivo para humilhar, ofender e reclamar das atitudes das outras pessoas.

As pessoas parecem ter uma necessidade fortíssima de demonstrar suas opiniões sobre qualquer coisa e se alguém tiver uma opinião diferente isso pode se tornar uma grande briga.

Isso tudo acontece pela imensa carência afetiva de alguns, da grande necessidade de ser importante, admirável, ouvido, aprovado e também de pertencer a algum grupo. As pessoas expressam suas opiniões como se fossem muito importantes, mas na verdade são apenas opiniões de pessoas aleatórias, que ás vezes conseguem convencer pessoas sem consciência, de que são certas.

Falar mal de um jogador de futebol te torna melhor que ele? Mais habilidoso? Mais rico? Ou muda a estrutura de patrocinadores? Não, mas te torna mais ansioso, pessimista e chato.

Vamos ter mais consciência, mais compaixão e auto controle.

E agora vamos torcer na paraolimpíadas, com consciência e respeito.