Ano Novo, vida nova, não é mesmo? Claro que não. A gente sabe que em 2017 cometeremos todos os erros de 2016, que inclusive cometemos em 2015, e aquela coisa toda de permanecer no erro que nós já conhecemos muito bem.

No entanto, a esperança e aquela inimiga que você com certeza sabe qual é, são sempre as últimas que morrem. Por isso, hoje resolvi compartilhar com vocês a minha lista de resoluções para 2017 que, se eu tiver sorte, serão cumpridas. Mas, como eu não tenho sorte, paciência.

Lá vai:

Não mandarei mais mensagens para os boys zumbis

SIM, aquele boy que você mata, mata, mata, taca fogo, separa a cabeça do corpo pra não correr o risco de ressuscitar, mas que não adianta, chega o tal do terceiro dia e, adivinhe? Sim, ele retorna – e das trevas! Na hora parece que vai ser legal e você até corre atrás, mas depois você percebe que o erro foi grande e que você merecia ser esquartejado até a morte por não ter resistido. Pois é, oremos por um milagre no próximo ano.

Não deixarei mais para lavar roupa apenas quando as cuecas acabarem

Gente, sério, eu sei que é complicado, mas precisamos tomar vergonha na cara. Eu tenho tanta cueca que posso passar uns dois meses sem lavar roupa bem de boa, mas daí o problema é que lá pelo fim do primeiro mês eu estou me vestindo como um monstro, o que faz com que a vida amorosa não dê certo e a gente acabe MANDANDO MENSAGEM PARA OS BOYS ZUMBIS!

CHEGA! Liga a máquina, compra o Comfort Concentrado Sensações (o meu favorito), e lave essas roupas minimamente uma vez por semana. É o que eu tentarei fazer.

Deletarei o iFood

Vai doer? Vai! Cê vai chorar desesperado? Vai! O domingo a noite passará a ser o pior dia da semana mesmo ele já sendo o pior dia da semana? AHAM! Sério, em 2017 precisamos ser mais saudáveis, e começar desentupindo as veias do seu coração é uma boa ideia. Chega de fast food, chega de virar amigo dos motoboys, chega de cartão fidelidade de pizzaria! Eu ouvi um amém?

Tomarei Engov

Quando você não tem mais 18, 20, 22 anos, a ressaca se torna algo que é praticamente uma programação semanal. Um dia de porre equivale a uma ressaca de uma semana com direito a dores musculares, febre e muito mais. É tipo uma semi-morte. Então, sério, um Engov antes e um Engov depois, porque a gente precisa estar vivo no outro dia para trabalhar, pagar o aluguel e comprar aquela roupa da Renner que 300 outras pessoas na balada estarão usando igual, não é mesmo?

Enfim, se você seguir estas minhas resoluções em 2016 e a sua vida não der certo, a única coisa que eu te digo é: já era de se esperar. Então, na dúvida, procure outra lista qualquer, não quero ser culpado por nada. Beijos.