Pelo quarto ano seguido, o mês de novembro transforma um dos edifícios mais emblemáticos de Curitiba em um enorme centro cultural e criativo. No dia 19 (sábado), o Edifício Tijucas, cravado em plena Boca Maldita, abre as portas para a quarta edição do Tijucão Cultural. Neste ano, além de ocupar dezenas de salas do prédio, o projeto se estende às redondezas, contando inclusive com um palco no calçadão da rua XV de Novembro, que terá em sua programação um show de Karol Conka e duas convidadas especiais.

O movimento diário de entra e sai das salas comerciais dos 21 andares do Edifício Tijucas vai mudar completamente no dia 19 de novembro. Isso porque mais de 30 delas serão ocupadas pelo projeto. Em cada uma delas, o visitante poderá conferir uma exposição de quadros, objetos ou mesmo acompanhar uma performance. Trinta e cinco artistas foram selecionados em edital para apresentarem seus trabalhos na ocasião. A dica é entrar no prédio e vasculhar os andares em busca das obras.

O edifício estará aberto à visitação com entrada gratuita das 13h às 19h. Na rua, no entanto, a programação começa pela manhã. As atividades no palco montado na Boca Maldita começam às 10h15, com intervenções, batalha de rimas e shows. O destaque fica por conta da apresentação que Karol Conka fará ao lado das cantoras Tássia Reis e Janine Mathias, em um projeto inédito. Haverá também uma área de alimentação com pizza e chopps artesanais.

A programação completa está no site do evento.

Legado para a cidade

Os efeitos do Tijucão Cultural poderão ser sentidos mesmo após o encerramento do projeto. Assim que as atividades terminarem, Curitiba terá dezenas de novos agentes culturais prontos para atuarem no meio. Neste ano, o evento é resultado de uma série de oficinas realizadas pelo coletivo Das Nuvens, cuja sede fica no último andar do edifício.

Durante três meses, laboratórios de produção cultural, curadoria e comunicação possibilitaram que interessados em cada área pudessem mergulhar no conhecimento e na prática para construir um evento que envolve dezenas de artistas e um público de milhares de pessoas. Liderados por profissionais experientes de cada setor, os alunos participaram desde a escolha dos artistas envolvidos, passando pela divulgação do projeto e realização do evento.

“A ideia é multiplicar conhecimento. Estamos ajudando a formar novos profissionais que, além de ajudar o Tijucão Cultural a acontecer, logo colocarão na rua seus próprios projetos. Todo mundo sai ganhando”, anima-se Karla Keiko, uma das idealizadoras do evento.

Financiamento coletivo

Ocupar um prédio e seu entorno com arte, além de realizar shows na rua, tem inúmeros custos. No entanto, não há nenhuma cobrança de ingresso para que o público tenha acesso às mostras e apresentações. Por isso, os organizadores abriram um financiamento coletivo para  viabilizar a realização do projeto. Quem contribui, além de ajudar o evento, recebe recompensas, como obras, catálogos e residências artísticas. As contribuições podem ser feitas a partir de R$ 10. Para conferir e participar, basta acessar o site. 

colabore_financiamento_tct

Eventos no entorno

O Tijucão Cultural ainda contará com algumas outra atividades:

– Descasca Underground

Realizado na Praça Osório das 10h às 20h, é um evento promovido pelo estúdio colaborativo CasaTreze Studio. Contará com mostras e intervenções misturando skate, arte urbana e produções curitibanas independentes.

– Flash Day no Anita

O Edifício Anita, vizinho do Tijucas, terá seus três andares ocupados por dezenas de tatuadores. Das 10h às 20h, os interessados poderão visitar o local para fazer uma tatuagem.

– Mucha Tinta

Artistas visuais estarão nas redondezas do Tijucas realizando diversas intervenções urbanas, das 13h às 19h.

– Surpresas do percurso.

Tijucão Cultural

Idealizado pelo coletivo Das Nuvens, o Tijucão Cultural leva a cena artística de Curitiba para novos olhares, quebrando barreiras entre a rua e o edifício. Ocupando inúmeras salas do Edifício Tijucas, a ideia é incentivar o poder do coletivo para influenciar o consumo cultural, provocando reflexão. Feito de forma independente, desde 2013, o número de artistas, pessoas envolvidas na produção e público vem crescendo.

Serviço: Tijucão Cultural

Quando: 19 de novembro, sábado, a partir das 10h15

Ingressos: Entrada gratuita

Locais:

– Boca Maldita

Apresentações a partir das 10h15

– Edifício Tijucas: Rua Luiz Xavier, 68 – Centro

Mostras visuais e performances espalhadas pelos andares do edifício, das 13h às 19h

– Praça Osório

Descasca Underground – skate, arte & rua, das 10h às 20h

– Edifício Anita: Rua Cândido Lopes, 304 – Centro

Flash day de tatuagem nos três andares do edifício

Programação Palco Boca Maldita

10h15 – Manifesto Tijucão Transborda (com Chico Bley e Ísis Odara)

11h25 – Conde Baltazar, Seu Zeba, Dani Farah

12h50 – Gripe Forte

14h – Batalha de rimas Santa Rima

16h20 – Karol Conka, Tássia Reis e Janine Mathias

18h – Dow Raiz

19h30 – Central Sistema de Som

Artistas participantes da mostra no Edifício Tijucas

Ana Paula Málaga, André Mendes, Clube e Colagem de Curitiba, Deborah Santiago, Eduardo & Maya, Fabio Alves, Fernando Moleta, Geraldo Zamproni, Gio Soifer, Guilherme Figueiredo, Guto Souza, Henrique Martins, Inara Vida, Livia Zafanelli, Magrela Laboratório de Pães, Mariana Alves, Mariana Barros, Mariangela Ferruda Zilli, Nuno José, Orlando Azevedo, Pedro Vieira, Polyana Morgana, Selo 2, William Douglas Ramos.