Homenagem das consagradas artistas Lucinha Lins, Tânia Alves e Virgínia Rosa, aos 70 anos do compositor Francisco Buarque de Holanda, o musical “Palavra de Mulher” chega a Curitiba, com apresentações nos dias 19 e 20 de setembro, no palco do Teatro Fernanda Montenegro. Reconhecido por traduzir com perfeição o universo feminino, o poeta carioca Chico Buarque empresta canções de seu repertório como “Flolhetim”, “O Meu Amor” e “Bem Querer” neste musical, que tem duas indicações ao Prêmio Bibi Ferreira 2014, nas categorias “Melhor Musical Brasileiro” e “Melhor Direção” a Fernando Cardoso.

O feminino toma conta do espetáculo que une música e histórias das cantoras atrizes, que se misturam às histórias do universo feminino criado por Chico Buarque. Um espetáculo sedutor, que prende a atenção do espectador do início ao fim. Traz em cena atrizes com forte presença de palco. Virgínia, mesmo não sendo atriz, interpreta na canção “Teresinha” três personagens, e consegue com precisão mostrar claramente as características das personagens sugeridas pela canção. 

Em um dos melhores momentos do espetáculo, Tânia Alves, ao interpretar “Funeral do Lavrador”, expõe visceralmente a letra cantando à capela a trajetória de uma mulher do campo, ao mesmo tempo, nos remete à sua forte interpretação em “Morte e vida Severina”. Passado e presente se fundem, as linguagens do cinema, música e teatro ganham espaço da memória e o que temos à nossa frente é uma grande intérprete que homenageia a música e é homenageada pela própria música. Em palco, Tânia revela um domínio corporal invejável. 

Lucinha conquista a plateia aos poucos, graciosa, maternal e forte ao mesmo tempo. Na música “História de uma gata” conquista o público por completo e outra memória aparece – da infância feminina e do desejo que o tempo não passe. 

Três mulheres fortes em cena. A direção comandada por Fernando Cardoso soube extrair o melhor de cada uma, equilibrando perfis e características individuais em relação às personagens das canções. Uma boa utilização do espaço cênico e dos adereços. Musicalmente impecável pela leveza, pela interação dos músicos com o ambiente e com as atrizes, mas, principalmente, pelos arranjos e desempenho dos músicos. O espetáculo é música, é feminino e as letras são palavras de mulher que tocam a todos. 

“Palavra de Mulher” celebra 70 anos de Chico Buarque no Teatro Fernanda Montenegro – Serviço

Quando: 19 e 20 de setembro (sexta-feira e sábado)

Onde: Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel – Alameda Dom Pedro II, 255, Batel)

Horários: 21h

Quanto: R$50 inteira e R$25 a meia-entrada

Vendas: na bilheteria do teatro