Esse é um desenho muito importante em dias atuais e claramente foi na época. A animação, Mulan, da Disney, lançado em 1998, chegou a Netflix neste mês de janeiro.

A história de Mulan, Mushu e o Grilo da Sorte fez a Disney lucrar US$ 304 milhões na época do lançamento. O longa se tornou um dos grandes clássicos do estúdio e a personagem é considerada uma das princesas da Disney, mesmo sua história não condizendo com os outros “perfis” de princesas.

História

Quando os mongóis invadem a China, o imperador (Pat Morita) decreta que cada família ceda um homem para o exército imperial. Com isso, uma jovem fica angustiada ao ver seu velho e doente pai ser convocado, por ser o único homem da família. Ele precisa ir, mesmo sabendo que certamente morrerá, para manter a honra da família. Assim, sua filha rouba sua armadura e espada, se disfarça de homem e se apresenta no lugar do pai, mas os espíritos dos ancestrais decidem protegê-la e ordenam a um dragão (Eddie Murphy), que havia caído em desgraça, que convença a jovem a abandonar seu plano. Ele concorda, mas quando conhece a jovem descobre que ela não pode ter dissuadida e, assim, decide ajudá-la a cumprir sua perigosa missão de ir para a guerra e voltar viva.

Live-action

Entrando na onda dos live-actions, Mulan também ganhará sua nova encenação. As filmagens já estão acontecendo e a história da salvadora da China tem a estreia marcada para o dia 26 de março de 2020.