A superestrela mundial, compositora e escritora Mariah Carey lançou, nesta sexta-feira (02), seu álbum especial “The Rarities”, com dois discos.

Uma compilação que abrange toda a carreira, com gravações notáveis anteriormente inéditas de Mariah Carey, de 1990 a 2020, “The Rarities” é uma retrospectiva musical reveladora, que celebra a arte e a visão excepcionais de Carey por meio de joias musicais ocultas de seus arquivos pessoais.

Ao compilar “The Rarities”, a artista investigou seus arquivos, selecionando canções com relevância e significado pessoais, algumas das quais são exploradas no livro de memórias, “The Meaning of Mariah Carey”.

O álbum incluirá um segundo disco de áudio completo nunca antes lançado do “Live at the Tokyo Dome”, a primeira apresentação de Carey no Japão durante sua turnê mundial “Daydream”, em 1996.

Além disso, “Save The Day”, a primeira faixa de “The Rarities”, é uma nova gravação totalmente realizada a partir de uma música escrita anteriormente que nunca havia sido concluída. “Comecei a escrever anos atrás”, diz ela em suas anotações para “The Rarities”, “e a mensagem soa verdadeira, agora mais do que nunca: ´We’re all in this together´ (estamos juntos nessa)”. “Save The Day” chegou às plataformas digitais em 21 de agosto. A música mostra o icônico sucesso do Fugees, “Killing Me Softly with His Song”, e apresenta os vocais transcendentes da Sra. Lauryn Hill, da música original. “Save The Day” envia uma mensagem que inspira esperança, resiliência e, o mais importante, a união para o bem coletivo.