A 25ª edição do Festival de Curitiba já começou! Para você se preparar para o evento, o Curitiba Cult, junto com o Festival, vai trazer para você as notícias mais frescas!

Companhia Brasileira de Teatro leva dois prêmios APTR

A companhia brasileira de teatro recebeu o prêmio de melhor espetáculo de 2015 pela Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro (APTR) com ‘’Krum’’, na noite desta terça-feira (22). A iluminadora Nádia Naira também recebeu o prêmio pelo trabalho realizado no espetáculo. A peça é resultado de uma parceria com a atriz Renata Sorrah e o diretor Marcio Abreu. A companhia brasileira de teatro está na Mostra 2016 do Festival de Curitiba, presente na Curitiba Mostra com o espetáculo “A Cidade Sem Mar”, baseada na obra do escritor curitibano Manoel Carlos Karam.

Mais prêmios para Caranguejo Overdrive

O espetáculo ‘’Caranguejo Overdrive’’ também foi consagrado com três prêmios da Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro (APTR), incluindo a de melhor direção para Marco André Nunes. O autor Pedro Kosovski e a atriz protagonista Carolina Virgüez também foram vencedores. “Caranguejo Overdrive” está com todas as sessões esgotadas no Festival de Curitiba.

Um Bonde Chamado Desejo garfa 3 Shell

© Joao Caldas Fº

© Joao Caldas Fº

O espetáculo Um Bonde Chamado Desejo, presente na Mostra do Festival de Curitiba, levou ontem 3 prêmios Shell: diretor, para Rafael Gomes, atriz para Maria Luisa Mendonça, e cenário, para André Cortez.

Muitas risadas no domingo com Rogério Morgado

Rogério Morgado

O humorista Rogério Morgado vai fazer todo o mundo rir na apresentação de domingo do Risorama. Ele é conhecido por seu canal no YouTube em que faz vídeos como o “Versão Brasileira” e “Rogerio Morgado Pergunta”. Com curadoria do comediante Diogo Portugal e apresentação do ator Marcio Ballas, pelo terceiro ano consecutivo, a mostra vai até o dia 30 de março, com até seis humoristas dividindo o palco por noite. A primeira noite do Risorama vai fazer o público se divertir com Nando Viana, Fagner Zadra, Rafael Cortez e Jonathan Nemer.

Corra que ainda tem

A sessão do dia 24 de batucada não tem mais ingressos. Mas a de hoje ainda tem. A sessão do dia 30 de Orgia também não tem mais ingressos, mas a do dia 29 ainda tem também. Ambos espetáculos fazem parte da Mostra 2016.

Solar no Palco

O Festival de Curitiba recebe nesta quinta, às 10h, no café do Solar do Rosário, a imprensa e diretores, atores e equipes de La Cena – incluindo a autora e diretora Cleide Piasecki -, de Cabras – Cabeças que voam, cabeças que rolam, de O Pequeno Príncipe, que integra o Guritiba. e também a equipe da Mostra Especial Cenas Autorais e Independentes.

Ator, diretor e secretário de estado

O ator e diretor de teatro João Luiz Fiani, também secretário de estadual de Cultura, está no Festival de Curitiba com um número impressionante de espetáculos: doze como diretor e quatro deles também como ator. Mas não chega a ser um recorde. Um teatro particular com temporadas regulares e permanentes – o Lala Schneider -, a manutenção de um repertório de montagens sempre crescente e com grande apelo popular, os cursos de teatro que mantém nesse espaço e uma visão das artes cênicas com um negócio que pode dar certo garantem a Fiani a continuidade desse trabalho caudaloso. No entanto, nem só de comédias se faz a bilheteria de Fiani. Entre os espetáculos apresentados estão “Otelo em Dias de Rock”, inspirado na obra Shakespeariana, “O Beijo do Vampiro”, com excertos do escritor curitibano Dalton Trevisan, e “O Fantasma de Canterville”, de Oscar Wilde. Mesmo os riscos, desafios e dificuldades técnicas de uma comédia solo, “A Tarada do Boqueirão”, com Sonia Bacila, estão na manga do diretor.

Pintura ao vivo

Paulistano radicado em Curitiba, Marcelo Bittencourt é o artista plástico que fará uma pintura durante o MishMash retratando a mostra de variedades do Festival de Curitiba. No currículo tem participações em Doxology Big Band (Teatro Paiol), Show da banda Matizes (Café IPIC), Show da Lorena Chaves (Teatro Paiol); Gogó à Brasileira (Teatro Fernada Montenegro); Camerata Vocale de Blumenau e Gogó à Brasileira (Teatro Carlos Gomes/Blumenau), Show Carlinhos Veiga (Café + Cultura, Brasília). O MishMash é a mostra de variedades do Festival de Curitiba para toda a família e todas as idades. A curadoria é de Rafael Barreiros também conhecido como o Palhaço Alípio. O evento acontece no ParkCultural, no último sábado e domingo do Festival de Curitiba, às 20h no dia 2 e às 18h no dia 3.

Guritiba

Em sua sétima edição, o Guritiba integra a programação do Festival de Curitiba 2016 com quatro atrações, de 25 de março a 3 de abril, em três espaços da cidade: o Museu Oscar Niemeyer (MON), a Praça da Espanha e o Pátio Batel. O show “Beatles para Crianças”; uma exposição de brinquedos gigantes, jogos e séries dos anos 80, uma montagem multimídia do clássico da literatura infantil “O Pequeno Príncipe” e o espetáculo “Era uma Era” são perfeitos para aguçar a imaginação dos pequenos e, certamente, atrairão também os pais. “Pensamos em proporcionar diversão de qualidade para pais e filhos juntos e em espaços que proporcionam uma interação maior”, conta Leandro Knopfholz, diretor do Festival de Curitiba.

Brinquedoteka

A exposição interativa “Brinquedoteka” reúne versões superdimensionadas de brinquedos que fizeram sucesso nos anos 80, como Genius, Aquaplay, Cai-não-Cai e Pula Pirata, além dos videogames Atari e Telejogo. As atrações estarão disponíveis por R$6 a entrada inteira e R$3 a meia entrada, no MON, por dez dias: de 25 de março a 3 de abril.

Beatles para crianças

“Beatles para Crianças” é um show de rock interativo criado por Fabio Freire, educador, músico e diretor musical. Histórias de vida do grupo são mescladas com suas canções e convites para a participação da plateia. Há dois shows gratuitos agendados, um no dia 30 de março na Praça Espanha e outro no dia 31 no Shopping Pátio Batel. Atração imperdível para quem é fã dos meninos mais famosos de Liverpool.

Era uma era

O espetáculo “Era uma Era” apresenta o rei Barba Rala, do Grande Reino Ainda Sem Nome, que deseja entrar para a história e dar um nome ao seu reino. A única forma de torná-lo reconhecido é completando 100 páginas em um diário a ser preenchido com todas as ações deste reino. Mas, como um incêndio destrói o livro, é preciso começar tudo de novo e ele conta com a ajuda da tecnologia para isso. A montagem é indicada para a gurizada a partir dos seis anos de idade e tem duas apresentações, dias 2 e 3 de abril, no MON.

Outra versão de O Pequeno Príncipe

A Rosa, personagem da famosa história do “Pequeno Príncipe”, de Saint-Exupéry, é a estrela deste espetáculo infantil indicado para crianças a partir dos três anos. Ninguém nunca soube de fato o que aconteceu com ela, o que ela sentiu e viveu após o principezinho partir para conhecer outros mundos. Com o uso de diversas linguagens, como projeções e criações audiovisuais, o público é convidado a fazer uma viagem pelo olhar da Rosa. Serão duas apresentações, dias 26 e 27 de março, também no MON.

A programação completa do Festival de Curitiba e informações das vendas de ingressos você pode conferir aqui.

Foto destaque: Ismael Monticelli