O curitibano Lorenzo Madalosso registrou a vida e a cultura de três tribos exóticas da África. A região do Vale do Rio Omo, na fronteira entre Etiópia, Quênia e Sudão do Sul, de pouco mais de 200 mil habitantes foi o local escolhido pelo empresário. O registro é tema da exposição que abriu nesta semana na galeria do Park Gourmet, no ParkShoppingBarigüi. A visitação é gratuita.

“Quando visitamos uma região como o Omo, a diferença cultural é tão impactante que nos faz ter a certeza de que o bom ou ruim, o bonito ou feio, o feliz ou triste, o certo ou errado é completamente relativo e baseado em cada cultura, trazendo grande reflexão quanto à verdade de cada um, o que gera um grande crescimento espiritual”, explica Madalosso, destacando que a mensagem da exposição é mostrar que, apesar das diferenças, todos são iguais. “Independente de onde estão e como estão vestidos, somos todos humanos”, completa.

As três tribos – mursis; karo e hamers – são conhecidas por suas características exóticas. As mulheres dos Mursis, por exemplo, usam placas labiais de cerâmica e os homens machucam o próprio corpo, formando grandes feridas, como status de poder. Já os Hamers costumam se pintar de vermelho em um tom forte, como se fosse sangue. As mulheres possuem penteados e pequenas tranças. Já a tribo Karo, a menor da região com aproximadamente dois mil indivíduos, mantém o costume de milhares de anos da pintura corporal branca e cortes de cabelos específicos que se tornaram marcas próprias da tribo.

SERVIÇO – TRIBOS DA ETIÓPIA POR LORENZO MADALOSSO

Quando: Exposição aberta todos os dias

Onde: Park Gourmet, ParkShoppingBarigüi – R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600

Ingressos: Visitação gratuita