A Fundação Cultural de Curitiba iniciou nesta semana a instalação de paraciclos em espaços culturais. São 100 vagas de estacionamento para bicicletas distribuídas em 12 unidades: Moinho Rebouças, Memorial de Curitiba, Solar do Barão, Cinemateca, Palácio dos Estudantes (UPE), Teatro Novelas Curitibanas, Centro de Criatividade de Curitiba, Portão Cultural e nas Casas da Leitura Walmor Marcelino (Bairro Novo), Nair de Macedo (Guabirotuba), Manoel Carlos Karam (Parque Barigui) e Paulo Leminski (CIC).

As vagas nas unidades culturais fazem parte do projeto da Prefeitura de incentivo ao uso da bicicleta, que inclui a ampliação e melhoria da rede de ciclovias, criação de ciclorrotas, implantação de vias calmas com espaço prioritário para bicicleta ao longo das canaletas, novo plano de ocupação para bicicletários públicos e adoção de um sistema público de locação de bicicletas.

O material dos paraciclos foi fornecido pela Secretaria de Trânsito – Setran, que coordena a implantação dos bicicletários nos espaços urbanos. De acordo com o coordenador de Mobilidade Urbana da Setran, Gustavo Garrett, as unidades culturais estão entre as que recebem maior demanda de ciclistas, por isso foram listadas para receber os paraciclos.