A história até parece como a de um artista que se viu tocado pelo acaso do dia a dia. Em certo momento, duas gotas de café caíram sobre seu desenho e o resultado foi algo magnífico. Foi assim que Rafael Galvão, barista do New York Cafe, se sentiu ainda mais atraído pelo encantador mundo do café. Em pouco menos de um ano desde que começou a trabalhar como barista, já são dezenas de quadros confeccionados. Agora, Galvão ganhou uma mostra fixa no New York Cafe, em Curitiba.

Natural de Pedregulho, interior de São Paulo, o jovem artista sempre foi apaixonado por café, “Desde muito cedo adorava assistir séries americanas que giravam em torno de cafeterias, como ‘Friends’. Aos poucos fui pesquisando e conhecendo melhor o segmento, até resolver encarar profissionalmente o mercado”, comenta o barista, que mudou para Curitiba no ano passado em busca de desafios profissionais.

Em suas obras com café, o barista artista usa três tonalidades de café espresso e coado, e o processo pode levar até cinco dias para ficar pronto. Rafael já transformou pó de café em muitos pontos turísticos como, por exemplo, Museu Oscar Niemeyer e o Jardim Botânico. Durante a exposição no New York Café, os desenhos estarão à venda por R$ 150.