Norte-americano de corpo e alma, mas com as raízes abrasileiradas, afinal está radicado no país tupiniquim há dez anos. Mas não apenas por isso. O cantor, guitarrista e arranjador, Mark Lambert realizou sua parceria musical com o Brasil ainda na década de 1990, no resplandecer da bossa nova. Responsável pela direção musical do ícone do movimento bossanovista no exterior, a cantora Astrud Gilberto, Lambert também assinou a produção dos últimos discos lançados pela artista: Temperance (1997) e Jungle (2002).

Embora a lista de colaboração do músico seja extensa, ele também foi integrante da banda liderada pela atriz, bailarina e cantora alemã, Ute Lemper. Lambert teve ainda seus arranjos interpretados por algumas das principais orquestras do cenário musical como, Orpheus Chamber Orchestra, NDR Orquestra, Icelandic Filharmonic, Bulgarian Radio Orquestra e Brooklyn Philharmonic. Dentre suas apresentações, o show Quarenta anos de bossa nova, em 1997, em Tóquio, no Japão, Lambert ele pode dividir o palco ao lado de Astrud Gilberto, Ivan Lins, Roberto Menescal, Joyce, Carlos Lyra, Leila Pinheiro, Clara Moreno, Wanda Sá, Daniel Jobim e Paulo Jobim.

Desta vez, afirmando sua brasilidade e diversas essências afloradas pela sua trajetória musical, Lambert apresenta o show Cole e Noel – Um tributo a Cole Porter e Noel Rosa, entre os dias 01 e 03 de abril, na Caixa Cultural, em Curitiba. O músico unifica e estreita as possibilidades sonoras entre as décadas que separam estes ícones da música. Dá era do jazz onde Cole Porter teve seu auge, ao samba que desceu o morro e ganhou as ruas a partir de Noel Rosa a homenagem, segundo Lambert surgiu com uma pesquisa sobre as raízes da MPB e da Música Popular Americana que durou 15 anos.

O objetivo do projeto é o intercâmbio entre a cultura brasileira e americana pela música, com um repertório que, por sua natureza bilíngüe, multiplica as possibilidades estéticas, trazendo o sotaque moderno dos seus intérpretes, bem como dos arranjos musicais. Sendo assim, o repertório inclui os sucessos Fita amarela, Conversa de botequim, Cor de cinza e Com que roupa?, do compositor brasileiro. Já do lado do norte-americano estão clássicos como I’ve got you under my skin, What is this thing called love?, Night and day, You do something to me e Love for sale.

Serviço

Música: Cole e Noel – Um tributo a Cole Porter e Noel Rosa, com Mark Lambert
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)
Data: 01 a 03 de abril de 2016
Hora: sexta-feira e sábado, às 20h. Domingo, às 19h
Ingressos: vendas a partir de 26 de março (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: livre para todos os públicos

(Imagem: Reprodução)

You have Successfully Subscribed!