Nesta quinta-feira (27), Jaime Lerner, um dos grandes nomes do Estado do Paraná, morreu aos 83 anos. O político foi três vezes prefeito de Curitiba e duas vezes governador do Paraná. No período de seu governo, não atuou somente em uma de suas funções, mas sim em várias. Lerner foi arquiteto, urbanista e idealizador de várias obras dentro do Estado e da capital paranaense.

Pensando nisso, o Curitiba Cult reuniu em uma lista, como forma de homenagem, cinco grandes obras que Jaime Lerner deixa como legado a sua população. Confira!

O Sistema de Transporte 

Não tem como falar do transporte de Curitiba sem lembrar de Jaime Lerner! Isso porque, a ideia desse transporte da capital paranaense surgiu dele. Quando assumiu a prefeitura da cidade em 1970, o prefeito queria achar uma maneira de facilitar o transporte de sua população. Assim, como não existia verba e nem condições de um metrô em Curitiba, decidiu implantar um sistema inédito no mundo. Assim então surgiu o BRT (Bus rapid transit), um sistema de ônibus de trânsito rápido. As faixas exclusivas com poucas paradas então começaram a surgir dentro da cidade.

Foto: Daniel Castellano/SMCS

Parque Barigui

Você sabia que até o Barigui foi criado por ele? Pois é! Transformado em parque em 1972, o espaço foi criado para ajudar a controlar as enchentes que afetavam a cidade. Logo em seguida, vários outros projetos de parques foram nascendo, todos com o mesmo objetivo. A área que tem em torno de 1,4 milhão de metros quadrados, se tornou então na capital paranaense um dos parques mais conhecidos e frequentados da cidade.

Foto: Daniel Castellano

Ópera de Arame

A Ópera de Arame não foi criada pelo político, mas sim idealizada por ele. O projeto saiu do papel pelo arquiteto Domingos Bongestabs. O espaço que hoje também é um dos pontos turísticos mais procurados pela população dentro da cidade, foi inaugurado em 1992 e tem capacidade para mais de 1.500 pessoas. O local tem três espaços e uma estrutura totalmente diferenciada de tudo que os curitibanos já tinham visto na época.

Foto: Guilherme Nery

Jardim Botânico

Quando assumiu a prefeitura pela terceira vez, Jaime Lerner foi o responsável por implementar o bairro conhecido hoje como Jardim Botânico. Antes, com o nome de Capanema, o local abrigava uma grande população de forma irregular. Assim, em 1991, com a inauguração do Jardim Botânico no local, houve um plebiscito popular que decidiu pela mudança do nome do bairro. Já o Museu Botânico, foi fundado em 1965 pelo botânico Gerdt Hatschbach. Atualmente, o local também é referência dentro da capital, por seu um dos maiores pontos turísticos de Curitiba.

Foto: Jaelson Lucas/SMCS

Rua XV de Novembro

E para fechar algumas de suas principais obras dentro de Curitiba, não tinha como deixar um dos cartões portais de fora da lista: a Rua XV de Novembro. Essa rua que hoje é frequentada por milhares de pessoas todos os dias, foi idealizada por Jaime Lerner. Sendo assim, o calçamento da Rua XV de Novembro e também a Rua das Flores, foram ideias de Lerner. Foi em 1972, em seu primeiro mandato, que a via foi aberta com exclusividade aos pedestres. A arquitetura do local coube a Abrão Assad.

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo