Em Curitiba, a produção de histórias em quadrinhos reúne muitos talentos. Vale a pena conferir e apoiar a criação dessa arte tão inspiradora, que ajuda a dar vida à cultura local. Para isso, fizemos uma seleção de 5 HQs curitibanas.

O Gralha – Tão Banal Quanto Original

O Gralha com certeza tem muita história para contar. O super-herói curitibano surgiu em 1997 numa edição especial da extinta revista Metal Pesado, em comemoração aos 15 anos da Gibiteca de Curitiba. Depois disso, as histórias do Gralha continuaram por dois anos no caderno fun (que também não existe mais) do jornal Gazeta do Povo. O novo livro do personagem foi lançado em 2014, na segunda edição da Gibicon, e reúne várias histórias desenhadas por autores diferentes. A narrativa se passa em uma Curitiba futurista e conta com alguns vilões clássicos do Gralha como o Craniano, Homem Lambrequim, João Ninguém, Dr. Botânico, entre outros. Alessandro Dutra, José Aguiar, Antonio Eder, Gian Danton, Luciano Lagares, Nilson Muller, Augusto Freitas, Edson Kohatsu e Tako X fazem parte da equipe criativa da HQ.

Gralha-hqs-curitibanas

Bocas Malditas – Curitiba e Suas Histórias de Gelar o Sangue

Bocas Malditas é um projeto criado e organizado por Antônio Éder, Walkir Fernandes e Carol Sakura. Com a participação de 33 artistas, mostra diversas histórias locais que vivem no imaginário do curitibano, cada uma com um traço diferente. São 26 histórias narradas por Dario, um personagem que conduz o leitor pelas mais arrepiantes lendas curitibanas.

Bocas_Malditas_hqs-curitibanas

Revolta!

Escrita e desenhada por André Caliman, a HQ Revolta! começou com postagens mensais no blog do autor. Com a ajuda do financiamento coletivo, Caliman conseguiu lançar seu livro em fevereiro de 2014. A história se passa em Curitiba e aborda temas como corrupção, indignação e revoltas populares.

revolta!-hqs-curitibanas

Cidade Sorriso dos Mortos Vivos – Sangue e Pinhão pra Todo Lado

E se o apocalipse zumbi acontecesse aqui em Curitiba?  A HQ Cidade Sorriso dos Mortos Vivos trata exatamente sobre isso e, ao mesmo tempo, faz uma homenagem à capital paranaense exibindo seus pontos turísticos, lendas e cultura. O projeto organizado por Antônio Éder e Walkir Fernandes envolve 57 artistas para criar 76 histórias e ilustrações.

cidade-sorriso-dos-mortos-vivos-hqs-curitibanas

A Infância do Brasil

A webcomic “A Infância do Brasil” é um projeto criado pelo quadrinista curitibano José Aguiar. A proposta da HQ é ilustrar e discutir sobre a fase mais importante da vida de uma pessoa: a infância. A narrativa, que é dividida em seis capítulos, passa por momentos decisivos para crianças desde o início da colonização no Brasil até os dias de hoje. Para manter a fidelidade histórica da webcomic, José Aguiar contou com a ajuda da historiadora Claudia Moreira.

A Infância do Brasil

Conhece outra HQ curitibana interessante? Deixe a sua sugestão nos comentários! 😉