Nem só das Cataratas do Iguaçu vive o paranaense amante de cachoeiras. O interior do Estado conta com quedas d’água tão incríveis quanto as Foz do Iguaçu e, grandes ou pequenas, elas estão presentes em quase todos os nossos municípios.

Na lista de hoje do Paraná Adentro, nós separamos 5 destes locais que valem a pena serem incluídos na sua rota turística! O mais legal é que estas não são as únicas cachoeiras dos municípios listados abaixo, então, para quem é amante de quedas d’água, dá fazer um roteiro bem bacana e conhecer muitos lugares em uma única viagem.

SALTO SÃO FRANCISCO – GUARAPUAVA

(Foto: reprodução/Prefeitura de Guarapuava)

Na região central do Estado, na tríplice fronteira entre Guarapuava, Prudentópolis e Turvo, está localizado o Salto São Francisco, maior queda d’água do Sul do Brasil e uma das maiores do país. A cachoeira está dentro da Área de Preservação Ambiental da Serra da Esperança, que vem sendo bastante explorada pelos três municípios por seu potencial turístico. Hoje, o os caminhos para o Salto contam com trilhas e vista panorâmica da cachoeira.

O Salto São Francisco possui aproximadamente 196 metros de queda livre, o que equivale a um prédio de 60 andares.

Outras cachoeiras próximas na região de Guarapuava: Salto das Pombas e Salto Pinhãozinho.

SALTO SÃO JOÃO – PRUDENTÓPOLIS

(Foto: reprodução/Viagens e Caminhos)

Perto do São Francisco, em Prudentópolis, está o Salto São João, uma das cachoeiras mais conhecidas do município. A queda d’água, que tem 84 metros de altura, fica dentro do Parque Monumento Natural Salto São João, uma área de proteção ambiental de Prudentópolis. O parque é bem estruturado, com centro de visitantes, estacionamento, banheiros, lanchonete, mirantes e trilhas de cascalho.

Outras cachoeiras próximas na região de Prudentópolis: Salto São Sebastião e Salto Milot.

SALTO PUXA-NERVOS – TIBAGI

(Foto/Reprodução: Rodrigo Zini/Wikimedia Commons)

Localizado em Tibagi, o Salto Puxa-Nervos conta com uma queda d’água de cerca de 50 metros altura. O acesso à cachoeira fica a 15 quilômetros da cidade, dentro uma propriedade particular, e deve ser feito pela Rodovia Caetano Mendes. Existem diversas placas indicando a rota para o Salto. Para a visitação, é necessário pagar uma taxa simbólica na entrada.

Outras cachoeiras próximas na região de Tibagi: Salto Santa Rosa e Cachoeira da Ponte de Pedra.

CACHOEIRA DO SOBRADINHO – SENGÉS

(Foto: reprodução/Prefeitura de Sengés)

A Cachoeira do Sobradinho está localizada em Sengés, na divisa do Estado. Com cerca de 40 metros de altura, ela é bastante conhecida pelo seu formato de cascata, o que lhe rendeu o apelido de Véu da Noiva. A queda d’água forma uma grande piscina natural, com água cristalina e esverdeada.

Outras cachoeiras próximas na região de Sengés: Cachoeira do Corisco e Cachoeira do Erva Doce.

CACHOEIRA DA MARIQUINHA – PONTA GROSSA

(Foto: reprodução/Viagens e Caminhos)

A Cachoeira da Mariquinha, localizada a aproximadamente 30 quilômetros do centro de Ponta Grossa, é um dos pontos turísticos mais conhecidos do município. No percurso de acesso, a trilha é ladeada por formações de arenito e capões de mata nativa. A região é muito visitada para trilhas e, também, acampamentos aos pés da cascata.

Outras cachoeiras próximas na região de Ponta Grossa: Cachoeira do Rio São Jorge e Cachoeira do Buraco do Padre.

You have Successfully Subscribed!