Uma das lendas da soul music americana, Willie Walker, que vem ao país para sua primeira turnê em solo verde-amarelo, desembarca em Curitiba, nesta quinta-feira (07 de agosto), para a estreia da terceira edição do “Festival No Improviso – Jazz & Blues”. Com realização da Montenegro Produções Culturais, a apresentação do artista será realizada no palco do Teatro Bom Jesus, às 21horas, com participação especial de Igor Prado Blues Band e Sabrina Blues Mendes. Os ingressos estão à venda a partir de R$36.

Nascido em Memphis, Willie Walker é constantemente comparado a lendas da música, como O.V Wright, Marvin Gaye, Otis Redding e Sam Cooke. Iniciou sua trajetória cantando na igreja e mesmo muito jovem se juntou a um famoso grupo gospel chamado “The Redemption Harmonizers”. Ainda jovem, mudou-se para Minneapolis e logo estava cantando em um grupo de Rock & Roll local chamado “The Val-Dons” e foi considerado na época o “Novo Little Richard”. A repercussão foi tão grande que o dono do famoso selo de Memphis, a Goldwax o chamou para gravar seu primeiro single nos anos 60.

Nos anos 70 fez parte da banda Willie & The Bumblebees, do cantor Willie Murphy, onde gravou alguns singles para a Chess Records, gravadora que possuía em seu casting artistas de peso como Muddy Waters, Bo Didley, Chuck Berry e Etta James.

Em 1987, ingressou na banda “The Butanes”, onde trabalhou com o bluesman John Lee Hooker, além de outras lendas como James Carr, Earl King, Pinetop Perkins, Ben E. King & Rosco Gordon. A partir de 1997, Willie foi redescoberto na Europa e no Japão e relançou seus antigos trabalhos, voltando a cena musical com força total.

Igor Prado Blues Band. Foto: Divulgação

Igor Prado Blues Band. Foto: Divulgação

Igor Prado, que participa pela terceira vez do Festival No Improviso, é dono de um estilo um pouco diferente de tocar. Autodidata e canhoto aprendeu virando uma guitarra de destro de cabeça para baixo – um canhoto que toca com as cordas invertidas do instrumento. Aprofundou-se na linguagem do Blues tradicional e West Coast Swing, estilo que mistura o blues com elementos do Swing, famoso movimento de jazz dançante dos anos quarenta.

O guitarrista tem em sua bagagem diversas excursões com renomados artistas americanos como Steve Guyger, R.J Mischo, Mark Hummel, Rick Estrin (Little Charlie & Nightcats), Lynwood Slim, J.J Jackson, James Wheeler, Phil Guy (irmão do lendário Buddy Guy), Mud Morganfield (Filho do lendário Muddy Waters) e Bob Stroger (baixista da banda de Muddy Waters).

Em dezembro de 2010, se tornou o único músico sulamericano da história a figurar pelo TOP-10 (álbuns mais executados nos EUA – Living Blues Chart), na segunda posição, ao lado de artistas como Buddy Guy, Junior Wells, Robert Cray entre outros. Igor Prado, hoje, é considerado pela crítica Norte-Americana e Europeia como um dos maiores nomes da nova geração do Blues. “Toda a concepção do projeto é realizada com cuidado pouquíssimo visto aqui no Brasil e olha que já tocamos praticamente em todos os cantos do país, parabéns a toda produção que está tornando esse evento algo único”, destaca o músico.

Sabrina Blues Mendes. Foto: Divulgação

Sabrina Blues Mendes. Foto: Divulgação

Sabrina Blues Mendes – Buscando uma sonoridade agradável, diferenciada e genuína dentro de dois grandes gêneros musicais, a cantora de blues e jazz, Sabrina Blues Mendes já participou de alguns festivais, entre eles, o Festival No Improviso – Jazz & Blues. Ainterpretação original de cada clássico, com suas “blue notes”, criam uma atmosfera envolvente que conduz os convidados diretamente ao universo vibrante e intenso do Blues e do Jazz.

A realização da terceira edição do Festival No Improviso Jazz & Blues conta com apoio de parceiros como: Personalize Turismo, Teatro Bom Jesus, FAE, Gráfica Comunicare, Empório Fitness Estúdio de Treinamento Individualizado, Editorial Design, Rádio Transamérica, Lucas Costa Photography, Ernesto Ristorante, C’est Si Bon Empório Café e Connectnet.

SERVIÇO

Willie Walker – III Festival no Improviso – Jazz & Blues em Curitiba

Quando: 07 de agosto (quinta-feira)

Onde: Teatro Bom Jesus (Rua 24 de maio, 135)

Horário: 21h

Quanto: R$66,00 (inteira) e R$36,00 (meia-entrada).

Vendas: Bilheteria do Teatro ou pelo Disk Ingressos

Classificação etária: Livre