Não lembro ao certo como ou quando conheci a trilogia de Belezas Perigosas, mas demorou até que eu lesse todos os volumes. O terceiro é o mais caro, mas estou numa fase de terminar todas as sagas, então acabei comprando de uma vez.

Reli os três volumes seguidos para ficar atenta a todos os detalhes, pois não me lembrava de quase nada. Aí não tem graça, né?

Bom, não costumo muito ler romances históricos apesar de gostar muito! Acho que é falta de hábito. Belezas Perigosas conta a história de Gemma Doyle, uma garota de 16 anos que tem um poder de entrar em um mundo paralelo, onde tudo é mágico e possível.

Ok, vocês pensam, só mais um livro fantástico. Mas não! Seria um livro “normalzinho” não fosse pelo fato de se passar no século XIX, então além de Gemma ter de lutar para entender seus recém-poderes, ela também tem que conviver no seu mundo real, onde as mulheres são submissas e não há vez para aquelas que são corajosas e se impõe.

Tem até ciganos na história! Com suas lendas e crenças eles dão mais aventura para Gemma, mas também a envolvem em segredos e situações arriscadas.

Há muitos segredos e mistérios envolvendo a escola em que ela mora, assim como sua família, seus professores e suas amigas. Gostei muito dos três livros, é uma das minhas sagas preferidas. É, também, um ótimo começo para quem pretende ler romances históricos, pois não é tão pesado e a leitura flui bastante!

Já li outro livro da autora, Libba Bray, o “Louco aos Poucos”, e é incrível também! Fica a dica para quem quer um livro divertido, louco e muito perspicaz. Mal posso esperar para ler os outros romances da autora.

Ficaram curiosos? Então aproveitem a dica da semana!

Sinopse: Ela não tem os mesmos modos impecáveis de outras moças. Muito menos a graça e a desfaçatez para mentir em nome da Inglaterra. Gemma Doyle é tão-somente a herdeira de um dom sobrenatural – visões do futuro que têm o desconfortável hábito de se tornarem realidade. Em Belezas perigosas, os leitores são apresentados a esta jovem protagonista, mandada para a Academia Spence, uma tradicional escola para moças, depois da tragédia que se abateu sobre sua família. Gemma vive sob o signo da culpa e da solidão, mas procura ouvir seus desejos e não se curva ante à repressão de uma época em que as moças eram treinadas apenas para conseguir um “bom” casamento. Mas é justamente em Spence que os poderes sobrenaturais de Gemma se revelarão, envolvendo as garotas mais poderosas da escola e levando-a a descobrir a ligação de sua mãe com um grupo muito antigo e misterioso conhecido como a Ordem.