“João Bénard da Costa: Outros Amarão as Coisas que eu Amei”