A Mostra do 24º Festival de Teatro de Curitiba reunirá sete grandes estreias nacionais. Com linguagens e propostas variadas, os novos espetáculos anteciparão para o público a pauta do teatro brasileiro para 2015. Confira os detalhes das estreias da programação.

Abnegação II – O Começo do Fim

Produção do grupo paulistano Tablado De Arruar, é a segunda parte da trilogia homônima, iniciada em 2014, que trata das relações de poder no interior de um partido político. Neste segundo momento, acontece uma radicalização da proposta de encenação minimalista que vem sendo pesquisada pelo grupo. A trama traz cinco personagens ligadas à estrutura do poder, diante de uma situação com dimensões nacionais em que cada decisão poderá gerar consequências catastróficas.

Fishman

O grupo cearense Bagaceira de Teatro retorna ao Festival de Teatro para celebrar seus 15 anos, com esse novo espetáculo. Nesse trabalho, o grupo lança desafios no âmbito da construção cênica e da dramaturgia para chegar a um adensamento de sua linguagem própria, com a intenção de provocar uma reflexão sobre o que é produzido no Nordeste.

OE

Novo espetáculo solo de Eduardo Okamoto, coloca no centro das atenções o espaço, o ator e a palavra. Inspirado na obra do escritor japonês Kenzaburo Oe (Prêmio Nobel de Literatura/1994), especialmente no livro “Jovens de um novo tempo despertai!”, o processo de pesquisa incluiu um estágio de Okamoto no Kazuo Ohno Dance Studio, no Japão. Com encenação de Marcio Aurélio, a dramaturgia inédita é assinada por Cássio Pires.

Meu Saba

Baseado no livro de Noale Ben-Artzi Pelossof, intitulado “Saba – Em Nome da dor e da Esperança”, esta é a primeira montagem teatral livremente inspirada na obra da autora, que trata da sua história e de seu avô, o então primeiro-ministro de Israel Yitzhak Rabin, assassinado por um israelense contra o movimento de paz. O espetáculo, que se passa num átimo de 30 segundos, em que a personagem Noa vai proferir palavras em homenagem ao avô, tem Clarissa Kahane como protagonista, sob direção de Daniel Herz.

SPon SPoff Spend

Primeiro trabalho adulto da Maracujá Laboratório de Artes, o espetáculo joga o olhar da plateia para a teia de relações de uma comunidade de mendigos que vive embaixo de um viaduto em São Paulo. Marca, ainda, a comemoração de 10 anos do grupo e a primeira vez que a Maracujá atua com um diretor convidado, Fernando Escrich, que fez parte do grupo Doutores da Alegria. Na história, cinco personagens circulam por dois diferentes planos narrativos. Em um deles encontra-se uma comunidade de mendigos. Em outro plano, uma equipe de filmagem está produzindo um filme tendo como tema uma sociedade formada unicamente por mendigos.

Post Scriptum

Novo trabalho da Companhia Teatral Arnesto nos Convidou, núcleo teatral estabelecido em São Paulo, responsável por espetáculos marcantes da cena brasileira, como “O Fingidor” (Prêmio Shell 1999 de Melhor Autor) e “As Folhas do Cedro” (Prêmio APCA 2010 de Melhor Autor). Com texto e direção de Samir Yazbek e dramaturgia de Helio Cicero, aborda o conflito entre israelenses e palestinos por meio de uma família radicada no Brasil, formada pelo Pai, palestino e muçulmano, a Mãe, libanesa e cristã ortodoxa, o Primogênito, brasileiro e muçulmano e o Caçula, brasileiro de formação católica.

Ensaio para um Adeus Inesperado

Com texto de Sergio Roveri e direção de José Simões e Jean Carlos Sanches, essa produção curitibana traz ao palco os atores Fátima Ortiz e Pedro Bonacin. O texto aborda questões existenciais profundas que se desdobram nas narrativas de uma mãe, cujo filho se matou sem deixar nenhum bilhete, e de um filho que rememora suas experiências mais íntimas decidindo-se ir embora. O espetáculo marca os 20 anos da companhia Pé no Palco Atividades Artísticas.

Sete espetáculos nacionais estão com estreias marcadas para o Festival de Teatro – Serviço

Abnegação II = Dias 3 e 4/04, às 21h, no Guairinha;

Fishman = Dias 4/05, às 21h, e 5/05, às 19h, no Teatro Paiol;

OE = Dias 30 e 31/03, às 21h, no Teatro Sesc da Esquina;

Meu Saba = Dias 3 e 4/4, às 21h. Teatro Sesc da Esquina;

SPon SPoff Spend = Dias 25 e 26/03, às 21h, no Teatro Bom Jesus;

Pós Scriptum = Dias 26 e 27/03, às 21h, Teatro Paiol;

Ensaio para um Adeus Inesperado – Dias 27, 28 e 29/03, às 21h, no Portão Cultural.

Crédito: Vitor Vieira