Amarelinha, esconde esconde, pião e pipa. Dias que não tinham fim. As crianças brincavam na rua até o anoitecer, sem pressa, sem compromisso. Infância era sinônimo de brincadeira. E foi essa brincadeira que inspirou a criação do espetáculo circense “Rudá – Um Sonho Real“, que desembarca pela primeira vez em Curitiba nesta semana. Unindo o teatro, a dança e as acrobacias aéreas, o espetáculo é o primeiro trabalho da Cia. Rudá, de Santos, fundada pelo artista Gustavo Lobo. Todos os ingredientes que dão vida à produção resultam da experiência de dez anos de Lobo com companhias internacionais como Cirque Du Soleil, Cirque Eloize e Teatro Sunil. A trupe está percorrendo o país e com realização da Like Entretenimento, chega à capital paranaense nesta sexta, dia 11 de dezembro, para única apresentação na Ópera de Arame, às 21h. Os ingressos estão à venda a partir de R$50.

>> Concorra a ingressos para a apresentação no Trenó Cult

O tema é desenvolvido através da união da dramaticidade do teatro com a sutileza da acrobacia aérea, a suavidade da dança e com um intenso trabalho atlético e corporal. Todos os ingredientes que resultam da experiência de dez anos de trabalho de Gustavo Lobo com companhias internacionas como o Cirque Du Soleil, Cirque Eloize, Teatro Sunil entre outras . A narrativa é conduzida por oito personagens que contam a riqueza de suas lembranças e o quanto era divertido um simples jogo de taco até a hora do jantar, remetendo à época que não éramos perseguidos pelo relógio. O espetáculo propõe ao público um resgate de uma infância remota, fazendo um contraste entre as gerações das brincadeiras que tomavam conta das ruas e as virtuais que não precisam sair de casa, quando ainda se tem tempo para brincar. E, assim, mergulhar em uma viagem no tempo.

Rudá

Foi a concretização do sonho do diretor Gustavo Lobo. Ele passou boa parte da infância pulando de um a outro telhado na cidade de Santos. Até entrar na ginástica olímpica e fazer parte da equipe brasileira, representando o país nas Olimpíadas de Moscou. Lá foi descoberto e levado para o Cirque du Soleil, onde participou do processo de criação do espetáculo “Corteo”, o primeiro a misturar o teatro com as acrobacias. Cinco anos mais tarde foi convidado por Daniele Finzi Pasca, diretor do espetáculo canadense, a participar de uma nova criação, o “Nebbia”, dessa vez de sua companhia Suíça Teatro Sunil, em co-produção com o Cirque Eloize, do Canadá. Mas depois de dois anos e meio viajando o mundo com o espetáculo, voltou para o Soleil, onde ficou por mais três anos no espetaculo La Nouba de direcao Franco Dragone. Mas a saudade bateu mais forte e Gustavo resolveu colocar em prática o grande sonho de montar a sua própria companhia, trazendo para o nosso país todo o estudo e aprendizado ao longo desses 10 anos.

Serviço – “Rudá – Um Sonho Real”

Onde: Ópera de Arame (Rua João Gava, 970)

Quando: 11 de dezembro (sexta-feira)

Horário: 21h

Ingressos: ariam de R$50,00 (meia-entrada) a R$160,00 (inteira), de acordo com o setor + R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos.

Vendas: Podem ser adquiridos através do Disk-Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11hs às 23hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, – e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), pelo portal www.diskingressos.com.br e no local.

Foto: Guilherme Maia