As poesias curtas e concisas, de métricas e moldes orientais, os haicais, são conhecidas pela sua objetividade contemplativa e estilo único. Esta técnica é também a escolhida pelo poeta curitibano, Alvaro Posselt para expressar sua intimidade com as palavras. O haicai é um poema objetivo, eu também sou. Gosto de tratar diretamente um assunto e geralmente de forma leve e humorada. Minha arte é assim.”, conta.

foto: reprodução Redes Sociais

O artista, que também é professor de português, contribuiu para o catalogo de icônicas obras curitibanas com uma das poesias que melhor retratam a capital paranaense em sua essência:

Mas este é apenas um dos seus versos memoráveis de Alvaro, que entre fotos com amigos e família, também posta suas obras em seu Instagram. O curitibano é um poeta moderno e sabe da força da internet na divulgação de seus trabalhos. As redes sociais são muito importantes para divulgar a arte. Se não fossem elas, sempre brinco, apenas minha família conheceria o que escrevo.”

Aos 47 anos, Alvaro conta com 6 livros já lançados e prepara uma reedição de seus trabalhos, que irá agregar também com alguns materiais ainda não publicados. além disso, ele também sonha em transformar Curitiba na capital daquilo que vive, a poesia. Se Copacabana tem o Drummond, por que não ter o Leminski na Boca Maldita?”, completa.