pobre pombo.
mal sabe ele
a guerra que desencadeou, ao se perder.
mal sabe ele
o amor que tanto esperou, por seu bilhete.
mal sabe ele
de onde veio o tiro que levou.
e o levou.
para, assim, tu nunca mais saber de mim.
Martina