Via Bem Paraná

O Governo do Paraná decretou nessa sexta-feira (dia 26) o fechamento serviços não essenciais. O toque de recolher também foi ampliado e passa a valer entre às 20h e 5h. A medida começa a valer na primeira hora deste sábado (27) e valem até 8 de março. As aulas presenciais estão suspensas nas escolas públicas e privadas. A circulação em espaços e vias públicas está proibida no horário das 20h às 5h.

A decisão foi anunciada em entrevista coletiva com a presença do governador Ratinho Júnior, com o secretário da Saúde, Beto Preto, e com o diretor de Gestão em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Vinícius Filipak. “É a maior emergencia da história moderna da saúde pública mundial”, disse Filipak. “Estamos com 94% de ocupação de UTIs e 74% de enfermarias. É a maior ocupação na história da pandemia no Paraná. Nunca tivemos tantos pacientes internados como hoje”, declarou. Ele destacou que a taxa de mortalidade aumentou. “Mesmo que tivéssemos leitos infinitos, 10% das pessoas (infectadas) terão que internar e 25% delas irão a óbito”, alertou.

Os detalhes sobre quais atividades são consideradas essenciais ou não serão divulgados em decreto na tarde desta sexta-feira (dia 26).

AS MEDIDAS

A partir da zero hora do dia 27 DE FEVEREIRO de 2021 às 05 horas do dia 08 DE MARÇO de 2021

SUSPENSÃO DO FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS E ATIVIDADES NÃO ESSENCIAIS

– RESTRIÇÃO de circulação em espaços e vias públicas, das 20h às 05h;

– PROIBIÇÃO de comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo no período das 20h às 05h;

– SUSPENSÃO DAS AULAS presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o Estado do Paraná, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas;

– ADEQUAÇÃO DO EXPEDIENTE dos trabalhadores aos horários de proibição provisória de circulação definidos neste Decreto;

– ATIVIDADES RELIGIOSAS somente com atendimento individual ou culto on-line;

– REGIME DE TELETRABALHO para Órgãos do Estado;

– PERMITIDOS Delivery, Drive-thru e Take away;

– PRIORIZAÇÃO da substituição do regime de trabalho presencial para o teletrabalho, quando possível;

– SUSPENSÃO DAS CIRURGIAS ELETIVAS por 30 dias para unidades públicas e privadas. O objetivo é assegurar estoque de medicamento anestésico e reduzir demanda por leitos hospitalares;

– INTENSIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO PARA CUMPRIMENTO DAS MEDIDAS.