Aos 38 anos, Pagu Leal decidiu revisitar antigos sentimentos, desses que são transpostos para o papel a fim de não nos inundarem, e constatou o óbvio: já não se reconhecia em seus desabafos. Inspirada, transformou uma caixa de cartas, diários e lembranças num espetáculo que batizou como “Stand Up and Down” – título sagaz para uma peça que fala, afinal, da vida.

Repleto de reflexões pessoais bem humoradas e referências filosóficas, o monólogo foi apresentado pela primeira vez no seu quadragésimo aniversário, no galpão de sua própria casa, que transformou num espaço cultural chamado “Sociedade Poética”. Na plateia, célebres amigos como Rosana Stavis, Marcelo Torrone, Rafael Camargo e Andy Gercker assistiram à encenação, ainda prematura, e deram sua benção.

“Não os coloquei na parede, mas pedi para sinalizarem se dava pra apresentar”, contou a atriz, após ensaio aberto à imprensa. “A Rosana (Stavis) disse que eu tinha que levar para o palco, porque não tem ninguém fazendo o que estou fazendo”, completou.

Agora, a peça terá seis sessões no miniauditório do Teatro Guaíra, sendo a estreia na sexta-feira (27). Com quase uma hora de duração, ela contará com cenas irreverentes e engraçadas, como quando a atriz explica qual é o preço do envelhecimento para as mulheres ou quando cita um manual de sexo oral que escreveu quando adolescente. Para arrematar, há momentos mais intimistas – entre eles, a declamação de um trecho de “Tua pele mais profunda”, texto do Cortázar publicado no livro “Último Round”.

O espetáculo foi concebido como uma confissão para amigos. “A minha vontade é descontrair, servir champagne para toda a plateia e colocá-la mais perto, mas há a limitação do espaço”, explicou Pagu. O risco, salientou, é parecer pretensiosa: “Estou sujeita, mas não queria que encarassem o texto como eu dando conselhos a alguém. Só acredito que do que vivemos ficam apenas as memórias, por isso todo mundo deveria contar as melhores histórias sobre si”.

Serviço – Stand up and Down #tentativa4

Local: Mini auditório do Guaíra (Rua XV de Novembro, 971)

Quando: 27, 28 de fevereiro, 1, 6, 7 e 8 de março

Horário: 20h

Quando: R$10 e R$20

Vendas: Disk Ingressos

Foto: Antonio Wolf