Dois shows. Um palco. Batidas variadas. É o resumo do novo projeto da Prime, intitulado “Meeting & Songs”, que chega em sua terceira edição e promove em Curitiba o encontro histórico de grandes nomes da música brasileira. Uma verdadeira fusão musical e sonora que o público terá a oportunidade de assistir em uma única vez. Na sexta, dia 26 de agosto, será a vez dos Os Paralamas do Sucesso e Nação Zumbi dividirem o palco do Teatro Positivo, com direito a uma “jam session” ao final do show. Na bagagem, Os Paralamas do Sucesso trazem os clássicos de todas as fases do grupo e também abrem espaço para artistas que os influenciaram enquanto a Nação Zumbi traz seu manguebeat e faz um passeio por toda sua carreira. As apresentações têm início às 21h15.

Em 1996, Paralamas e Nação Zumbi fizeram juntos um tour pela Europa, tendo depois se apresentado algumas vezes pelo Brasil. Pela primeira este show inédito chega à capital paranaense. Nação Zumbi entra primeiro no palco. Serão 50 minutos de show antes dos Paralamas assumirem o microfone.

O encontro dos dois grupos ocorre em seguida e promete. Unidos, formam uma big band de 13 pessoas: o trio do Paralamas, mais o reforço de metais e teclado de seus seis integrantes, e os sete músicos do Nação. Versões das faixas “Selvagem”, “O Beco”, “A Praieira” e “Manguetown”,devem estar na setlist da apresentação conjunta.

OS PARALAMAS DO SUCESSO

Pelo menos um hit em cada um dos 20 discos e nove DVD´s, apresentações emblemáticas no Rock in Rio – como em 1985, shows fora do país, ícone do rock dos anos 80 e 32 anos de história fonográfica. Com todas estas credenciais, Os Paralamas do Sucesso tem lugar de destaque na vitrine da música brasileira.

Já se passaram três décadas desde o lançamento do disco de estreia Cinema Mudo (1983), mas os Paralamas do Sucesso está muito longe de pendurar as chuteiras. Recentemente, a banda lançou a caixa “Paralamas do Sucesso 1983 – 2015”, uma coleção de 20 CDs com 18 álbuns e mais dois inéditos para a box. O trio fez uma releitura da bem sucedida carreira com o relançamento de todos os discos remasterizados e com embalagens em digifile.

O repertório deve incluir hits como “Lanterna dos Afogados”, “Romance Ideal” e “Ela Disse Adeus”, “Mensagem de Amor”, “De Perto”, “Cuide Bem do Seu Amor”, “Vital e Sua Moto”, além de “Que País É Este?”, do Legião Urbana. O show traz ainda músicas de artistas que foram importantes para a formação da banda como Led Zeppelin, The Clash, The Police, Jorge Ben, Gilberto Gil e Lulu Santos.

NAÇÃO ZUMBI

Já a Nação Zumbi de Jorge Du Peixe (voz), Lúcio Maia (guitarra), Dengue (baixo), Pupillo (bateria), Toca Ogan (percussão), Da Lua e Tom Rocha (alfaias) tocam as clássicas “Manguetown”, “Meu maracatu pesa uma tonelada”, “Blunt of Judah” e “Hoje, amanhã e depois”, entre outras.

Após o lançamento de Fome de Tudo (2007), álbum de estúdio com as composições inéditas mais recentes até então, muitas foram as correrias. Shows em vários cantos do país, culminando com a histórica apresentação no Marco Zero, que gerou Ao Vivo no Recife, em CD e DVD, em 2012. A Nação Zumbi continuou a se espalhar em profícuos projetos paralelos e nunca ficou no mesmo lugar.

Há exatos 20 anos, um dos grupos mais importantes do país lançava seu primeiro registro para a posteridade. Da Lama ao Caos, álbum de estreia de Chico Science & Nação Zumbi saiu em abril de 1994. O trabalho foi um marco de uma turma que criou uma cena que criou um movimento que, enfim, desestabilizou o eixo da produção musical no Brasil. Como a obra de outras bandas conterrâneas, era o expressar sonoro dos caranguejos com cérebro, da parabólica na lama, e tudo o mais que as pessoas sabem, sentem, ou ouvem dizer como manguebeat. A diferença é que essa banda das cercanias de Recife se fez conhecida no mundo, muito mais do que todas as outras.

Milhares de passos e milhões de outros lugares, o que era leitmotiv então ficou na essência. Hoje, a banda suscita o manguebeat, mas também faz nascer outros sons, de uma seara lavrada por tantos anos. Não é acaso a Nação Zumbi ser até hoje uma das bandas mais influentes e respeitadas na música brasileira.

Serviço – MEETING & SONGS – OS PARALAMAS DO SUCESSO e NAÇÃO ZUMBI

Quando: 26 de agosto de 2016 (sexta-feira)

Onde: Teatro Positivo (Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300)

Horário: 21h15

Quanto: variam de R$98,00 (meia-entrada) a R$288,00 (inteira), de acordo com o setor

Vendas: Disk Ingressos