Após temporada em Brasília e São Paulo, o Museu Municipal de Arte de Curitiba, no Portão Cultural, recebe a partir dessa quinta-feira (12), às 19h30, uma das maiores exposições sobre a natureza e o cosmos, do artista mexicano Luis Nishizawa. A mostra inclui pinturas, serigrafias e gravuras, dentre elas, uma pequena seleção de obras pictóricas do gênero natureza morta. Falecido em setembro de 2014, o artista ficou conhecido mundialmente por traçar em sua obrar o diálogo com a natureza e o cosmos, ao expressar a grandeza de montanhas e vulcões e, assim, difundir uma visão espacial e a perspectiva geográfica das paisagens mexicanas.

Com apoio e realização Embaixada do México/ Consulado Geral do México em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba a exposição que fica em cartaz até o dia 18 de março tem curadoria de Juan Manuel Reza. A entrada é franca.

Sobre o artista

Luis Nishizawa Flores, pintor mexicano, nasceu em Cuatitlán, México, no dia 2 de fevereiro de 1918. Seu pai, Kenji Nishizawa, nativo do Estado de Nagano, Japão, e sua mãe, Maria de Jesús Flores, do Estado do México. Começou a estudar arte quando foi aceito na prestigiosa Academia de San Carlos, em 1942 e realizou sua primeira exposição em 1951, no Salão de Artes Plásticas, transformando-se num dos mais importantes artistas mexicanos.

Em 1996, ganhou o Prêmio Nacional de Ciências e Artes na categoria das Belas Artes. Também tem recebido outros importantes reconhecimentos, tanto nacionais, quanto internacionais, dentre eles, a condecoração do Governo do Japão, com a medalha Tesouro Sagrado do Dragão, em 1987.

Considerado um dos maiores representantes de paisagens naturais contemporâneas na pintura universal, Nishizawa trabalhou e lecionou na cidade de Toluca, onde transformou sua casa em estúdio, quase até o momento de sua morte, aos 96 anos em 29 de setembro de 2014. Seu falecimento deu-se há apenas uma semana antes da abertura da exposição de sua obra, em Brasília.

Serviço – A Paisagem Mexicana na Plástica de Luis Nishizawa

Onde: MuMa (Av. República Argentina, 3430)

Quando: 12/02 a 18/03 de 2015

Horários: de terça-feira a domingo, das 10h às 19h

Quanto: gratuito