O mês de junho é mundialmente conhecido por celebrar o Orgulho LGBTQIA+. Pensando nisso, o Curitiba Cult aproveitou essa semana fria e com feriado aqui na capital e preparou uma lista de filmes premiados com essa temática para você assistir pela primeira vez ou até mesmo relembrar.

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Moonlight foi lançado em 2016 pela A24, dirigido por Barry Jenkins. Muito aclamado, recebeu dois Oscars e diversos outros prêmios, sendo o primeiro filme LGBTQIA+ a receber o prêmio de Melhor Filme na Academia. O longa, com roteiro baseado em uma peça de teatro autobiográfica de Tarell Alvin McCraney, conta a história de Chiron (Alex Hibbert, Ashton Sanders e Trevante Rhodes) em três diferentes momentos de sua vida — sua infância, adolescência e vida adulta —, transitando entre seu amadurecimento influenciado pela relação com a mãe, a descoberta de sua identidade e sexualidade e o envolvimento com o tráfico de drogas. O filme está disponível para aluguel na Claro Video.

Retrato de uma Jovem em Chamas

Escrito e dirigido por Céline Sciamma, o filme francês de 2019 conta a história do envolvimento romântico da pintora Marianne (Noémie Merlant) com Héloïse (Adèle Haenel), quando a mãe de Héloïse encomenda um retrato que deve ser pintado às escondidas, pois a filha se recusa a posar. O relacionamento se desenvolve à medida em que ambas passam os dia juntas para Marianne observar os traços da jovem e pintá-la a partir de sua memória. Recebeu prêmios de melhor roteiro, cinematografia e fotografia. O filme está disponível no Telecine Play.

Me Chame Pelo Seu Nome

Escrito por James Avory com base no livro de André Aciman e dirigido por Luca Guadagnino, foi lançado em 2017 e recebeu Oscar de Melhor Roteiro Adaptado, além de outro doze prêmios. Ambientado em um verão italiano de 1983, o filme retrata a aproximação romântica de Elio (Timothée Chalamet), um adolescente de 17 anos, e Oliver (Armie Hammer), um estudante de 24 anos. O longa também conta com duas musicas originais escritas por Sufjans Stevens. O filme está disponível na Netflix.

Alice Júnior

O filme brasileiro de 2019 dirigido por Gil Baroni com roteiro de Luiz Bertazzo e Adriel Nizer Silva, recebeu diversos prêmios nacionais, o prêmio aGLIFF e indicações internacionais. Alice Júnior (Anne Celestino Mota) é uma adolescente transsexual e youtuber que precisa mudar de cidade e escola, deparando-se com o preconceito de um lugar com uma consciência retrógrada em relação à escolha de sua identidade de gênero. O filme está disponível na Netflix.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

Vencedor da categoria Melhor Filme no Teddy Award — prêmio dedicado a produções LGBTQIA+ no Festival Internacional de Cinema de Berlim —, o filme de Daniel Ribeiro lançado em 2014 conta da descoberta da sexualidade de Leonardo (Ghilherme Lobo), um garoto cego cursando o ensino médio, que vive seu primeiro amor com o colega Gabriel (Fabio Audi). O filme está disponível na Netflix.