Que atire a primeira ‘polpeta’ quem não gostar de comida italiana! Bom, não preciso nem dizer que é uma das minhas prediletas. Acredito que as massas se encaixam perfeitamente no conceito de ‘Comfort food‘, principalmente aquelas bem caseiras na manteiga ou com molho fresco.

Quando fui para Roma, meu primeiro desejo foi conhecer uma típica cantina italiana, nada de restaurantes estrelados. Fui a uma pequena, sem frescuras, perto do hotel e digo: é igual aos filmes! Com toalhas quadriculadas e mesas de madeira, atendentes falando MUITO alto, vinho em garrafa de vidro e copo baixo (nada de taça), um pote GIGANTE de queijo ralado (amo), o pizzaiolo vermelho por causa do calor do forno e bem gordinho, pessoas felizes com babadores se lambuzando de tanto comer. Olha, como eu saí feliz daquele lugar! Comemos um prato de massa cada um (eu e meu marido), uma garrafa de vinho, água, sobremesa e um autêntico café expresso. Foi incrível!

Aqui em Curitiba, Santa Felicidade é um bairro que recebeu muitos colonos vindos do norte da Itália. Hoje, abriga inúmeros bons restaurantes típicos, incluindo o maior da América Latina, o Madalosso. Além dele, outros já consagrados na cidade são o Dom Antônio, Família Fadanelli e, fugindo do bairro, Lellis Trattoria, Mangiare Felice, Cantina do Délio, Calicetti de Bologna — todos incríveis e bem conhecidos!

Aqui vou listar bons restaurantes fora deste circuito (e sem levar em consideração as pizzas — essas terão sua vez), com variados preços e que você precisa conhecer. Vamos nessa?

molho-macarronada

BARATINHOS

#1 – Nonna Giovanna

Não conhece? Então precisa conhecer! Lugar extremamente simples, um dos clássicos da baixa gastronomia. Lá pude comer o melhor bife à parmegiana de todos os tempos. E o preço, então, honestíssimo.

Onde fica: Rua São Francisco, 134 – Centro;

Horário de funcionamento: Segunda a sábado, somente no almoço;

Mais informações: (41) 3022-4653

nonna giovanna

#2 – Cantina da Mamma

Uma dica: chegue cedo para sentar porque o espaço é bem pequeno e tem filas homéricas dias de semana! Na entrada, tem uma loja onde é possível encomendar e levar para casa as massas frescas, que são deliciosas. O nhoque é muito gostoso e o preço, ó, justíssimo! 

Onde fica: Av. Prefeito Omar Sabbag, 440 – Jardim Botânico;

Mais informações: (41) 3262-8556

005_heartymeatlasagna

#3 – Casa das Massas

Eu já comprei massas sob encomenda na Casa das Massas e adorei, mas, esses dias, em um jantar com amigos, eles me contaram que também é possível comer por lá! Sistema de serviço à la carte e preço do jeito que a gente gosta!

Onde fica: Rua Lamenha Lins, 177 – Centro

Mais informações: (41) 3222-9998

PREÇO MÉDIO

#4 – Gianfranco Massas

Já citei aqui uma vez e cito novamente. Típica cantina italiana, a Gianfranco Massas tem uma lasanha de comer rezando. Vale citar que o molho quatro queijos é o único que eu gosto, porque é leve e saboroso. Preço bom!

Onde fica: Rua Senador Batista de Oliveira, 155 – Jardins Das Américas;

Mais informações: (41) 3266-2605.

banner_massas_01

#5 – Spaghetto

Adoro as porções bem servidas e os garçons sempre simpáticos. O lugar está sempre lotado mas, se você gosta de mais privacidade, tem um porão no andar de baixo. Indico para almoços informais ou para um jantarzinho a dois, quando você não quer gastar muito e exagerar na superprodução.

Onde fica: Rua Visconde do Rio Branco, 1302 – Centro;

Mais informações: (41) 3013-1294.

lasanha-da-casa

Lasanha do Spaghetto

#6 – PaneOlio

Faz um tempinho que não vou lá, confesso! Mas, sempre que fui, estava delicioso. O cenário do restaurante é de uma charmosa e acolhedora vila italiana, informal e bem claro. O almoço funciona assim: uma sequência de couvert, salada do dia, pratos do chef (duas a quatro opções), grelhados do dia + acompanhamentos.

Onde fica: Rua Conselheiro Dantas, 494 – Rebouças;

Mais informações: (41) 3334-1126.

Gnocchi che Fila_1_low

Gnocchi Che Fila do PaneOlio

#7 – Mangiatto Bene

Se você não conhece, se ninguém te indicou, provavelmente você já deve ter passado em frente e nunca prestado atenção nesse restaurante incrível no São Lourenço. O carro-chefe deles é o mignon com talharim na manteiga.

Onde fica: Rua: João Gava, 545 – São Lourenço (próximo à Opera de Arame);

Mais informações: (41) 3252-9287.

ALTA GASTRONOMIA

#8 – Barolo Trattoria

Sem dúvidas, um dos meus restaurantes prediletos de Curitiba. O primeiro jantar com meu marido foi lá e, até hoje, é nosso lugar especial. Sempre pedimos o mesmo prato: Conchiglione de camarão com molho San Marino. Ótimo para almoços e jantares de negócios, quando se quer comer bem e impressionar sem demasia, e também para encontros a dois.

Onde fica: Av. Silva Jardim, 2487 – Batel;

Mais informações: (41) 3243-3430.

Conchiglioni de camarão com molho San Marino do Barolo

Conchiglioni de camarão com molho San Marino do Barolo

#9 – Terramadre

Fomos esses dias e pedimos menu degustação. Porções bem servidas e o chef (italiano) Simone Brunelli já comandou alguns estrelados Guia Michelin, na Europa.

Onde fica: R. Des. Otávio do Amaral, 515 – Bigorrilho;

Mais informações: (41) 3335-6070.

#10 – Porcini Trattoria

Na entrada, uma tocha gigante impressiona os clientes. Por dentro, ambiente claro, sendo que uma grande adega decora o salão. A comida é uma delícia — a paleta de cordeiro desmancha no prato —, e, se puder pedir para sentar na sacada (não se assuste, tem aquecedor e fechamento que nos livram de sentir frio), melhor!

Onde fica: Rua Buenos Aíres, 277 – Batel

Mais informações: (41) 3022-5115

Fachada Porcini

Fachada Porcini

>>> Variedade

O tema italiano é muito abrangente! Poderia ficar dias aqui citando restaurantes na cidade. Alguns, inclusive, que preciso conhecer, como Ernesto, Salumeria, Pantucci Trattoria, Mia Trattoria Criativa, entre outros. Se você conhece outras opções e adorou, compartilhe sua experiência conosco! Aceito também sugestões de temas para as próximas colunas! Ótimo final de semana!