A 25ª edição do Festival de Curitiba está chegando! Para você se preparar para o evento, que começa no dia 23 de março, o Curitiba Cult, junto com o Festival, vai trazer para você as notícias mais frescas. Vem com a gente porque faltam apenas 05 dias!

Diretor de A Dança do Quadrado no Risorama

Tesao 12

O humorista Cadu Scheffer foi sucesso na internet em 2008 com seu vídeo A Dança do Quadrado. Ganhador do Prêmio Adhemar Guerra e um dos fundadores do grupo Tesão Pìá, que brinca com o sotaque e com o jeito de ser curitibano. Ele é uma das atrações do Risorama, a mostra de stand up comedy do Festival de Curitiba, no dia 27 de março, domingo. O Risorama também traz o elenco completo do The Noite, de Danilo Gentili, o cantor e humorista cearense Falcão e outros profissionais do riso brasileiros revezando-se de 25 a 30 de março no palco do ParkCultural, sempre às 19h30. A curadoria do evento é do comediante Diogo Portugual que participa de quase todas as noites como atração. O mestre de cerimônias é, pelo terceiro ano seguido, o ator Márcio Ballas.

Danilo Gentili é mestre de cerimônias no Risorama

A primeira sessão do Risorama do dia 28 de março, segunda-feira, lotou. Nova sessão foi aberta e os ingressos já estão sendo vendidos. Nessa noite, excepcionalmente, o mestre de cerimônias não é o ator Marcio Ballas e sim o comediante Danilo Gentilli. Além dele se apresentam Diogo Portugal e o restante do elenco do programa The Noite.

Espetáculo do Festival de Curitiba é o grande vencedor do Prêmio Shell Rio de Janeiro

O espetáculo “Caranguejo Overdrive”, que está com ingressos esgotados na Mostra 2016 do Festival de Curitiba, foi o grande vencedor do Prêmio Shell de Teatro – Etapa Rio de Janeiro. Venceu em três categorias da premiação: melhor autor para Pedro Kosovski; melhor direção para Marco André Nunes; e melhor atriz para Carolina Virguez. “Caranguejo Overdrive” ainda concorria na categoria de melhor ator. A cerimônia de entrega dos prêmios foi realizada na terça-feira (15).

Cenógrafo curitibano premiado

O cenógrafo curitibano Fernando Marés também recebeu o Shell de melhor cenário pelo seu trabalho em “Krum”, espetáculo da companhia brasileira de teatro, de Curitiba, dirigido por Márcio Abreu (um dos curadores do Festival de Curitiba deste ano). Marés também assina a cenografia de “Nuon”, nova montagem da Ave Lola Trupe de Teatro, companhia curitibana que estreia na Mostra deste ano do Festival.

Outros indicados ao Shell na Mostra

Outros dois espetáculos da Mostra também estavam indicados ao Shell RJ este ano: “O Beijo no Asfalto” na categoria inovação – para Cláudio Lins, idealizador e autor da adaptação musical da obra de Nelson Rodrigues – e “Autobiografia Autorizada”, na categoria melhor autor para Paulo Betti.

Indicados na etapa paulista do Shell

A etapa paulista do Prêmio Shell de Teatro está marcada para a próxima terça-feira, 22 de março. Nela, concorrem os espetáculos “Um bonde chamado desejo” e “Urinal, o Musical”. Os dois também estão entre as atrações desta 25ª edição do Festival.

Premiado Urinal, o Musical, na Mostra 2016

Urinal, o Musical_3_Foto de Ronaldo Gutierrez

A versão brasileira da comédia “Urinal, o musical”, dirigida por Zé Henrique de Paula, tem 21 indicações a prêmios, entre eles o Shell e APCA. Neste último, recebeu nesta semana o troféu na categoria direção. Com 16 atores e cinco músicos no elenco, o espetáculo, que faz parte da Mostra 2016 do Festival de Curitiba, aborda a escassez de água em uma cidade. Uma seca de 20 anos (época conhecida como os Anos Fedidos) causa uma terrível falta de água, fazendo com que banheiros particulares deixem de existir. Toda a atividade sanitária da população é realizada em banheiros públicos controlados por uma megacorporação chamada Companhia da Boa Urina, comandada pelo ardiloso Patrãozinho. Para controlar o consumo de água, as pessoas devem pagar para usar essas dependências.

Última chance para participar da Mostra 2016 como ator

Uma boa oportunidade para atores homens que querem fazer parte da Mostra do 25.º Festival de Curitiba até esta sexta-feira: o grupo Teatro Kunyn, que participa com o espetáculo “Orgía ou De como os corpos podem substituir as ideias”, está selecionando até 12 atores para participar de uma oficina, que tem como objetivo recriar o segundo ato da montagem. É neste ato que ocorre originalmente a deriva vivida pelo personagem Tulio Carella pelas ruas do Recife na década de 60. Em cena, os atores se colam ao cenário real, misturando-se aos habitantes e passantes do espaço público, revelando aos poucos suas teatralidades e relações. Para se inscrever é necessário enviar currículo, carta de interesse e duas fotos (uma de rosto e outra de corpo inteiro – podem ser caseiras) para [email protected] O período para as inscrições é até 18 de março. A Oficina Deriva vai acontecer em março, nos dias 25, 26, 27 e 28, das 14h às 18h. As apresentações serão na sequência, nos dias 29 e 30, das 14h às 18h30.

A programação completa do Festival de Curitiba e informações das vendas de ingressos você pode conferir aqui.