Nesta sexta-feira (6), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, mandou retirar todos os exemplares de uma HQ dos Vingadores da Bienal do Livro Rio. De acordo com o político, “Vingadores – A Cruzada das Crianças” mostrava um beijo homossexual e era impróprio, se enquadrando na lei de pornografia. A censura foi um escândalo e causou revolta em muita gente.

Em resposta à essa ação, Felipe Neto resolveu agir. O YouTuber comprou mais de 14 mil livros com a temática LGBTQ+ para distribuir gratuitamente durante o evento. Os exemplares foram embalados em plásticos pretos e traziam a frase “Este livro é impróprio, para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas”.

Porém, Felipe não foi o único que se pronunciou. Inúmeras outras celebridades e empresas também se posicionaram contra a ação de Crivella. A própria Bienal do Livro Rio se pronunciou por meio de sua conta oficial do Twitter com o comunicado abaixo: