Palavra, imagem, teatro e música unidos no espetáculo multimídia DESnoite. As apresentações acontecem de quinta a domingo, às 20h no Teatro Zé Maria. Sob a direção de Adriano Esturilho, criação da Processo Multiartes e realização da Vão Livre Produções Artísticas, DESnoite apresenta em dois atos a morte a espreita. Seja no monólogo encenado por Tiago Luz no primeiro ato, seja pela apresentação do show no segundo ato.

DESnoite caminha por desfiladeiros curitibanos. O espetáculo apresenta o sentimento do fim necessário e provoca questionamentos referentes ao cenário político atual. No monólogo encenado por Tiago Luz, o personagem, morador de Curitiba, recebe uma ligação no meio da madrugada para o reconhecimento de um corpo, o seu próprio corpo. Pensando ser um trote, o personagem desliga e durante seu trajeto entra em questionamentos e lembranças que vão recompor a cena da noite anterior.

No segundo ato, o espetáculo traz repertório de canções de Adriano Esturilho, com temas ligados ao conservadorismo, à solidão urbana, ao moralismo excessivo e ao politicamente correto.

As apresentações acontecem até 26 de março, de quinta a domingo, às 20h no Teatro Zé Maria – o Teatro da Classe. A entrada é franca.

Serviço – DESnoite

Quando: 10 a 26 de março de 2017 (quinta a domingo)

Onde: Teatro Zé Maria – o Teatro da Classe (R. Treze de Maio, 655)

Horário: 20h

Quanto: gratuito

Foto: Isabelle Neri