Em uma típica noite curitibana, onde os termômetros da capital marcavam 10ºC, a cantora carioca Karla da Silva abriu o portão do seu “quintal” para os curitibanos e com muito suingue e musicalidade incendiou o Teatro do Paiol.

A cantora contou com a participação do músico Léo Fressato. Foto: Halanna Aguiar/Curitiba Cult

A cantora contou com a participação do músico Léo Fressato. Foto: Halanna Aguiar/Curitiba Cult

Pela primeira vez na capital paranaense, Karla lançou seu disco intitulado “Quintal”, definido por ela como nem tão samba, nem tão rock, nem tão jazz. “Ele resume um pouco do que é feita a minha estrada musical, quais são as minhas referências, por isso eu cito alguns estilos. Eu não me defino em um único estilo, pelo menos não nesse momento”, conta Karla.

Acompanhada por Felipe Chernicharo na guitarra, Rodrigo Sabença na bateria, Rodrigo Ferreira no baixo e Paulo Ney no violão e vocal, Karla trouxe no repertório canções de grandes nomes da música brasileira como “Trajetória”, de Arlindo Cruz, “Maçã do Rosto”, de Djavan, “Com a Perna no Mundo”, de Gonzaguinha e “Samba à dois”, de Marcelo Carmelo, além de interpretar canções de artistas da nova geração como Germana Guilherme, João Bernardo, Evandro Navarro que estão presentes nas dez canções que compõe o seu disco.

O show ainda contou com a participação especialíssima do cantor Léo Fressato que dividiu o palco com a cantora em duas músicas. A primeira delas foi “Enquanto Eu Não”, do próprio Léo e “Duas Palavrinhas” de Evandro Navarro, e com muita sintonia os dois se divertiram em cima do palco. Karla conta que ficou muito feliz com a participação do cantor no espetáculo. “O Leo é um poeta que eu admiro muito, gosto muito da lírica dele, acho muito profunda, pontual. Ele é um tipo de poeta que fala de amor mas que vivencia isso e você percebe. Foi uma surpresa ele ter aceitado”. A cantora também fez um pedido ao público curitibano: “Cuidem bem do Léo Fressato, por favor”.

The Voice Brasil

Participante da primeira edição do programa The Voice Brasil, da TV Globo em 2012, Karla da Silva que foi uma das semifinalistas conta a importância que o programa teve em sua carreira. “O The Voice me deu uma visão, um público, um aprendizado. Eu musicalmente amadureci muito depois do programa. A turnê acontece melhor porque eu sou uma outra artista por passado por ali. Foi uma experiência única”.

Halanna Aguiar para o Curitiba Cult