Vegetarianos que me perdoem, mas eu sou extremamente carnívora! Adoro um grelhado e acho que não conseguiria sobreviver uma semana sem carne na minha dieta.

Na semana que passou, recebi um convite que com a minha cara: conhecer o cardápio da nova casa de carnes e massas de Curitiba, o Montecristo Wine Steak Pasta.

O restaurante fica onde era o Anfredo’s Gallery – restaurante que eu já falei por aqui – no bairro Água Verde. O ambiente não mudou muito do que era, somente a decoração que, nas paredes, leva o tema do filme que dá o nome ao local. Muito bonito!

Os três sócios, Rodrigo Souza, Márcio Bandeira e Valmildo de Medeiros têm ampla experiência na área de gastronomia. Medeiros foi gerente do Rubaiyat em Madrid e São Paulo, Bandeira, maître da rede em Madrid, e Souza na gerência de grandes grupos, como Rubaiyat e Coco Bambu. Eles apostam na alta qualidade das matérias primas, atendimento personalizado e pratos bem servidos para agradar os curitibanos, além de acreditar no casamento perfeito entre a gastronomia argentina (pelas carnes grelhadas na parrilla) e italiana (marcada pelas massas substanciosas). À frente da cozinha está o jovem chef Michel Soares.

Fachada Montecristo - Foto de Jorge Mariano

Fachada Montecristo – Foto de Jorge Mariano

 

Steak – A maior parte dos pratos são para duas pessoas, muito bem servidos. No menu são doze tipos de carnes argentinas, algumas já conhecidas e outras bem exclusivas! Os valores variam entre R$79,90 e R$99,90, sendo que neste preço já estão incluídas duas guarnições que, vai por mim, serão difíceis de escolher – há uma listinha de 13 delícias. Na degustação, pude provar a farofa Tropeira e o arroz Biro-biro – ambos muito gostosos! A carne que mais me impressionou foi um corte chamado Bife Tango – um fraldão macio e grelhado à perfeição (R$99,90).

Picanha Montecristo - foto de Jorge Mariano

Picanha Montecristo – foto de Jorge Mariano

 

Pasta – Nas massas, diversas opções com molhos muito saborosos. Minha dica é o Tortelli di Zucca com Carne Seca (R$89,90) que acompanha filé mignon e molho de preferência (sete sugestões). Mas tem risoto, fettucine, penne, rigatoni e muito mais!

Para começar – Para os que não dispensam uma entrada, como eu, a sugestão é o palmito pupunha grelhado com manteiga de garrafa artesanal (R$24,90) e a carne de onça da casa, com tempero exclusivo (14,90). Esta última, confesso que, de tão saborosa, mais parecia um steak tartar. Gostei muito!

Carne de Onça - foto de Jorge Mariano

Carne de Onça – foto de Jorge Mariano


Mamães de plantão –
Um diferencial que se vê muito no exterior e pouco aqui é o menu kids. No Montecristo, um cardápio de massas e carnes que atende o paladar exigente dos pequenos!

Sobremesas – PARA TUDO!!! As sobremesas deste lugar foram feitas para mim. CERTEZA! Tem Festival de sobremesas, por R$25,90, que te permite experimentar mais de um sabor sem precisar pedir 800 opções e pagar preços exorbitantes para isso. Aliás, amei os preços de todas as sobremesas (alguns restaurantes estão abusando no valor do doce). Como funciona este festival: tem, por exemplo, de Petit Gateau, que traz três unidades nos sabores de doce de leite, goiabada e chocolate, mais sorvete de baunília. Da mesma forma, tem trio de crepes e tortas. SURREAL. Se você não quiser uma orgia doce, tudo bem! Há unidades individuais de vários doces tradicionais, por R$12,90.

Festival de Petit Gateau - foto de Jorge Mariano

Festival de Petit Gateau – foto de Jorge Mariano

 

Almoço do chef – De segunda a sexta-feira, o Montecristo oferece duas opções especiais para o almoço executivo, como o  Risoto Milanês com filé mignon ou Bombom de Alcatra com farofa tropeira e maionese. Todos os pratos servem duas pessoas e custam R$ 69,90, com couvert incluso.

Wine – Uma vez por mês, um dos sócios me confidenciou que será organizado um jantar harmonizado, com vinícolas brasileiras, de preferência. Aliás, a degustação que participei, foi toda harmonizada com vinhos do nosso país. Um espumante muito bom produzido em Araucária e os demais vindos da serra catarinense, da vinícola Villaggio Grando. Mas a carta de vinhos não é restrita: generosa e com opções ideais para o seu jantar ou almoço ser um sucesso.

Salão do Montecristo - foto de Jorge Mariano

Salão do Montecristo – foto de Jorge Mariano

Quero voltar! Vida longa ao Montecristo. 🙂

Onde fica: Rua Silveira Peixoto, 765

Funcionamento: de Segunda a sábado, almoço (11h30 às 15h) e jantar (das 19 às 23 horas, sendo sexta e sábado, até meia-noite); domingo, das 12 às 16 horas.

Reservas e informações: (41) 3042-4212

>>> Quero deixar claro aqui que eu só publico na minha coluna o que eu gosto e acredito. É um estilo que eu resolvi adotar. Se eu experimentei e não gostei, prefiro não publicar – como já aconteceu. Gastronomia é gosto e gosto não se discute. Além do que, não devemos nos deixar levar por uma má experiência, afinal, todo restaurante trabalha com uma margem de erro e com seres humanos, nem sempre tudo dará certo!