Símbolo do humor nacional e a primeira casa de comédia do país, o Curitiba Comedy Club anunciou nesta terça-feira (08), que está fechando as portas. O anúncio foi realizado pelas redes sociais do espaço que diz não ter aguentado a crise causada pelo coronavírus.

Segundo o empresário João Leonardo Madalosso, a decisão foi tomada por conta da crise que se instalou na empresa em face da pandemia do novo coronavírus. Há praticamente seis meses com as portas fechadas, o Comedy Club ainda tentou reabrir como restaurante, mas a capacidade foi extremamente reduzida, situação que foi agravando mais e mais a condição financeira do estabelecimento.

São seis meses com faturamento quase zero. Preciso de umas mil pessoas para pagar o custo fixo da casa e não estou conseguindo atender 500. O buraco está aumentando, aumentando, aumentando… Há um mês minha família está na base do calmante, mas se eu não tomasse essa decisão, daqui a pouco não teria nem dinheiro para pagar a rescisão dos funcionários”, comenta Madalosso, fundador e proprietário do Curitiba Comedy Club, em entrevista ao Bem Paraná.

Em seus 10 anos de história, a casa recebeu grandes nomes do humor, além de lançar humoristas curitibanos que hoje são fortes em todo o Brasil, como é o caso de Afonso Padilha e Emerson Ceará.

Lançamos milhares de comediantes, tornamos Curitiba uma referência mundial de humor e a prova disso é o Afonso Padilha, que anteontem lançou na Netflix um especial de humor que vai para todo o mundo. Ele começou aqui. A nível nacional, um cara que era garçom nosso hoje é um dos maiores comediantes do Brasil, o Emerson Ceará. Colocamos Curitiba não só no mapa da comédia, mas mostramos que a cidade, que era conhecida como de caras quietos, sisudos, não é nada disso”, se orgulha o empresário.

O Comedy Club seguirá aberto até o próximo dia 19, atendendendo como restaurante.