A Casa Romário Martins recebe a mostra “Curitiba, aquarela e nanquim”, de Di Magalhães. A coletânea reúne 45 trabalhos do artista, nas técnicas aquarela e bico de pena, retratando construções icônicas e pontos turísticos da capital paranaense.

Em cartaz até 23 de outubro, a exposição fica aberta ao público de terça a sexta-feira das 9h ao meio dia e das 13h às 18h. Aos sábados, domingos e feriados está  9 às 14h. A entrada é franca.

Sobre o artista

Divino Ferreira de Magalhães é natural de Goiás, cidade Patrimônio Histórico da Humanidade, antiga capital do estado. Formado em Artes Plásticas pela Universidade Federal de Goiás, na área de Pintura e Gravura, reside em Curitiba, desde 1990, onde atua e ministra aulas de desenho e pintura.

Após a criação de vários cenários para teatro,  começou a produzir murais para o IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional de Curitiba. Também dedica-se à pintura em tela, desenhos em bico de pena, aquarelas e gravuras diversas, como serigrafia e litografia.

Serviço – “Curitiba, Aquarela e nanquim”

Quando: até 23 de outubro

Onde: Casa Romário Martins (Largo Coronel Enéas, 30, Largo da Ordem – São Francisco)

Horário: 9h às 12h e 13h às 18h (3ª a 6ª feira) e 9h às 14h (sábado, domingo e feriado)

Quanto: gratuito