Dirigido por Thea Sharrock e roteirizado por Jojo Moyes, autora do livro que deu origem ao filme, Como Eu Era Antes de Você é a nova aposta de romance teen nas telas, após já ter estabelecido seu sucesso como um best seller.

Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

O trabalho técnico do longa não apresenta defeitos. Remi Adefarasin (Diretor de Fotografia) pareceu entender tão bem a obra que se mostrou mais confiante que a própria diretora ao executar o seu trabalho. Craig Armstrong, outro veterano dos romances, assumiu a sonorização do longa, e, em sincronia com a trilha, salvou cenas se mostraram desnecessárias a composição da história.

A narrativa, preocupada em não omitir os eventos e acontecimentos que contaram com a participação do casal – para se manter fiel ao livro, quem sabe -, se perde e explora pouco seu personagens. Tudo em cena fica superficial, inclusive o romance dos protagonistas – e este pode ser principal defeito de um filme do gênero. Não há nada de novo na trama. Encontramos aqui, como na maioria dos romances, dois protagonistas opostos, que em qualquer situação normal não teriam se encontrado. A diferença é que desta vez ele não é um vampiro ou um dominador, mas um tetraplégico que lida com a decisão de realizar a eutanásia.

O ponto alto da produção talvez seja a trilha-sonora. O que pode ser percebido como um fenômeno frequente em romances que visam o público adolescentes: assim como Crepúsculo e 50 Tons de Cinza, Como Eu Era Antes de Você tem de tudo para emplacar boas vendas de sua trilha-sonora.

Apesar de apresentar defeitos pontuais, Como Eu Era Antes de Você tem tudo para ser um sucesso de bilheteria e emocionar seu público alvo. O longa estreia neste dia 16 nas salas de todo o Brasil.