Estreia nesta quinta-feira (29) “Caminhos da Floresta“, estrelado por um elenco de peso que inclui Meryl Streep, Johnny Depp e Anna Kendrick. O longa é uma releitura do sucesso de mesmo nome da Broadway, que reconta vários contos infantis, unindo-os a uma mesma narrativa – e desconstruindo parte deles. A direção fica por conta de Rob Marshall.

A trama acompanha um casal (Emily Blunt e James Corden) que sonha em ter filhos, mas descobre que não pode, pois a bruxa (Meryl Streep) que mora ao lado lançou uma maldição em sua família. Para desfazê-la, eles precisam levar até ela uma vaca tão branca quanto leite, um sapato tão dourado quanto ouro, uma capa tão vermelha quanto sangue e um cabelo tão amarelo quanto milho.

Embrenhados na floresta, eles encontram o cabelo de Rapunzel (MacKenzie Mauzy), a capa de Chapeuzinho (Lilla Crawford), a vaca de João (o do pé de feijão, interpretado por Daniel Huttlestone) e o sapato da Cinderela (Anna Kendrick) e lutam para roubá-los.

Nesse meio tempo tem princesa que não gosta tanto assim do príncipe, tem príncipe vaidoso, tem príncipe egoísta, tem Rapunzel sentindo dor quando sobem por suas tranças e outras tentativas de humanizar a narrativa. A irreverência conquista, embora pudesse ser lapidada, já que há certos exageros que deixam o filme um pouco, digamos, mais estúpido.

O grande problema é o cansaço. Se você não gosta de musicais, não se atreva a ir ao cinema. São mais de duas longas horas de cantoria repetitiva que podem não valer a pena.

Pontos fortes

O elenco é, sem dúvida, o maior ponto forte de “Caminhos da Floresta”. Meryl Streep está impecável. Anna Kendrick entrega mais uma boa atuação. Johnny Depp está exótico e peculiar como sempre (embora, claro, esse nem se aproxime de seus personagens mais geniais). Outro ponto que merece destaque é a preparação vocal do elenco. Há bons cantores, como Anna Kendrick, e outros nem tanto, mas a capacidade vocal de cada um foi usada com sabedoria.

Pontos fracos

A trama não é tão cativante a ponto de não se tornar entediante depois de tanta música.

Nota: 6,5

Trailer – Caminhos da Floresta (Into the woods)