A quem pense que mãe é algo que gera pouco assunto. Está enganado. Neste sábado e domingo, dias 03 e 04 de agosto, Paulo Gustavo retorna a Curitiba com a sua peça/show inédito, “Filho da Mãe”. Desta vez, uma grande companheira dividirá o palco com ele, sua própria mãe, Déa Lúcia. Os últimos ingressos para as apresentações no Teatro Guaíra estão à venda a partir de R$50.

Leitor do Curitiba Cult tem 30% de desconto via Clube dos Mimos.

Em entrevista, muito bem respondida via WhatsApp, conversamos com Paulo Gustavo, durante as filmagens de “Minha Mãe é uma Peça 3 – O Filme”, que chega para o público somente dia 27 de dezembro, “desculpe a minha voz, mas cheguei em casa e corri te responder. Agora vou dormir porque amanhã tem gravação de novo às 06h da manhã”, comentou o ator.

Paulo Gustavo e Samantha Schmütz nas gravações de “Minha Mãe é uma Peça 3” (Foto: Reprodução Instagram)

Pela primeira vez, depois de milhões de pessoas no teatro e no cinema, a própria Dona Hermínia aparece para o público. Ao lado do seu filho, em um show que funciona também como uma homenagem, os dois riem, choram, contam piadas, brigam e claro, cantam.

Em “Filho da Mãe”, ambos relembram a fase em que Déa Lucia cantava em bares para sustentar a casa. Por isso, ao vivo, o público poderá cantar grandes sucessos de artistas nacionais como Vinicius de Moraes, Ary Barroso, Noel Rosa e claro, as recentes como Iza, Anitta, Preta Gil e Ludmilla, que são entoadas por Paulo Gustavo.

Questionado como foi preparar o repertório ele brinca “ela tinha um livro com todas as músicas, mas imagine, quem canta na noite tem um livro com 4/5 horas de música, não foi nenhum pouco fácil”.

Fã assíduo de Beyonce, perguntei se Paulo sofreu em deixar a sua diva extrema de fora do setlist e ele responde com um pedido: “se um dia você me ver fazer isso, me avise, não me deixa passar vergonha. Jamais chegaria ao tom daquela mulher”.

Para quem pensa que é só cantoria, ele brinca que vai levar muita chamada ao vivo da mãe que vão fazer o povo rir e muito: “Eu levo várias chamadas ao vivo da minha mãe em público, afinal, é Dona Hermínia em pessoa”, responde Paulo quando perguntado sobre como é trabalhar com a mãe.

Em plenas filmagens de “Minha Mãe é uma Peça 3”, perguntei um pouco sobre o filme e claro, fui bem louco em já questionar se vai ter continuação. Ele brinca que não quer nem pensar na outra continuação, mas que este será um dos longas de Dona Hermínia que ele mais amou fazer, “tem muita história que eu trouxe da minha vida para o filme, assim como o casamento de Juliano (filho de Herminia)”.

(Vídeo: Reprodução Instagram)

Um caso curioso que percebi ao fazer esta entrevista. Há exatamente um ano, entrevistei Paulo e perguntei o que faltava para Dona Hermínia, após ter chego ao cinema, teatro e TV. Na lata ele respondeu “eu acho que falta uma série sobre ela, seria algo incrível”. No último mês, foi anunciado que “Minha Mãe é Uma Peça” ganhará uma série no GloboPlay, serviço de streaming da Globo, e já tem quatro temporadas encomendadas.

E como ele mesmo disse nesta nova entrevista “Ninguém segura dona Hermínia. Que venha as histórias das famílias brasileiras retratadas por ela. Vai ser algo engraçado e encantador

Confira os áudios da entrevista com Paulo Gustavo:

  • Paulo, para começar, ano passado conversei com você antes de chegar a Curitiba e perguntei o que faltava para Dona Hermínia e você me respondeu que era um seriado próprio. Um ano depois, você retorna à capital com o seriado confirmado. E agora, ninguém mais vai segurar Dona Hermínia?
  • Paulo Gustavo em Curitiba é sinônimo de sucesso. Você chega com sessões esgotadas e extras, mas desta vez é diferente, divide o palco com quem fez com sua própria mãe. Como é isso? Rola um medinho de levar uma chamada da mãe na frente do público?
  • A peça “Filho da Mãe”, é como você já disse, uma homenagem a Déa Lúcia. No espetáculo vocês cantam músicas que marcaram a vida de sua mãe, como vocês fizeram esse repertório? Tu não quis colocar uma Beyonce ali no setlist?
  • O público pode esperar o que de “Filho da Mãe”? Cantar? Rir? Chorar? Cutucar a pessoa do lado e dizer: “ali sua mãe”?
  • E você “começou” o ano no cinema com “Minha Vida em Marte” e termina do mesmo jeito, com “Minha Mãe é uma Peça 3”. O que o público poderá acompanhar nesta terceira etapa da vida de Dona Hermínia? É muito cedo para pedir um quarto filme?

Serviço – Paulo Gustavo e Déa Lúcia em Curitiba

Quando: 03 e 04 de agosto de 2019 (sábado e domingo)

Onde: Teatro Guaíra (Rua Xv de Novembro, s/n)

Horário: sábado às 21h e domingo às 19h30

Quanto: os ingressos variam de R$50 a R$180, de acordo com o setor escolhido. Leitores do Curitiba Cult, via Clube dos Mimos, têm 30% de desconto em cima do valor inteiro

Vendas: Disk Ingressos