Perca o Ponto Mas Não Perca a História é uma intervenção artística que acontece nas linhas do transporte coletivo urbano de Curitiba. Realizada por 15 atores expressivos da cidade durante vinte dias, sendo executada individualmente ou em grupo, totalizando 600 horas de arte no cotidiano da cidade.

Idealizada e dirigida por Rafael Camargo, a ação propõe uma vivência artística expandida na cidade, realizada nas artérias/linhas do transporte público, nos mais diferentes horários e bairros. Jogos teatrais, performances inusitadas, cenas fora de contexto, conversas literárias: um mosaico de intervenções tendo como foco o encontro.

Perca o Ponto Mas Não Perca a História a partir da relação, propõe uma pulsação sensível no espaço coletivo do transporte diário, valendo-se da ambivalência das presenças  dos atores: Alan Raffo, Adriano Petermann, Christiane de Macedo, Diego Marchioro, Fernando Urrutia, Giovana de Liz, Jussara Batista, Mauricio Vogue, Marcel Gritten, Marcel Szimanski, Paulo Marques, Pagu Leal, Tiago Luz, Wagner Corrêa e Karin Caríssimi.

Serviço – Perca o Ponto Mas Não Perca a História

Quando: de 20 de julho a 10 de agosto

Onde: nos pontos e ônibus de Curitiba

Foto: Cayo Vieira