Uma senha sera enviada para seu e-mail

“Não, eu não sou emo!”. É possível arriscar e dizer que essa frase foi uma das mais comuns do vocabulário jovem dos anos 2000. O movimento emo foi marcado por músicas melódicas e expressivas, com letras confessionais e repleto de roupas pretas. Apesar de não se encaixar muito bem com o gênero, a banda canadense Simple Plan foi (e ainda é) um dos principais nomes do movimento no Brasil.

Criado em 1999, o Simple Plan é um grupo de pop-punk composto pelos guitarristas Jeff Stinco e Sebastian Lefebvre, vocalista Pierre Bouvier, baterista Chuck Comeau e o baixista David Desrosiers. Apesar de ter um nome no Canadá logo na formação, foi só com a divulgação de “I’d Do Anything” que o sucesso a nível mundial veio. A faixa é o segundo single do álbum de estreia, o “No Pads, No Helmets… Just Balls“, lançado em 2002. O CD dá origem a tour de comemoração dos 15 anos do disco, que passará pelo Brasil em maio, e chega a Curitiba, no dia 26, na Live Curitiba. Os ingressos para o show estão à venda pela LivePass, a partir de R$80.

9 anos depois…

Nós do Curitiba Cult tivemos a honra de conversar com Jeff Stinco por telefone e soubemos um pouco do que vai rolar nos shows no país, em especial, em Curitiba – 9 anos após a última visita da banda à capital paranaense. Questionado sobre o que motivou a trazer a “No Pads, No Helmets… Just Balls 15th Anniversary Tour” para cá, o guitarrista respondeu com bastante humor: “Bem, para ser sincero com você, se a gente não tivesse aceito tocar no Brasil, eu acho que nossos fãs brasileiros usariam isso contra nós para sempre.” explicou.

A princípio, a tour teria uma duração de duas semanas, passando apenas pelos Estados Unidos, e depois acabaria, para que a banda iniciasse novos projetos. Mas Jeff disse que não foi bem isso o que aconteceu: “As pessoas estavam tão animadas, você conseguia sentir algo diferente rolando e a gente não conseguia acreditar na recepção que tivemos. Após isso, a Europa começou a ligar, o Canadá começou a ligar e o Brasil estava tipo SE VOCÊS NÃO VIEREM, NÓS VAMOS MATAR VOCÊS!‘, contou em meio a risadas.

A importância do álbum

Se você tem uma banda e lança seu primeiro álbum, é bem auto explicativo o porquê de uma tour de 15 anos ser tão necessária. Mas Stinco não poupa palavras para esclarecer a importância disso. “É um grande disco para nós. (…) além de mudar as nossas vidas, também mudou a de tantas pessoas e se tornou a trilha sonora da vida de muita gente“.

Além disso, foi graças ao “No Pads, No Helmets… Just Balls” que a banda teve a oportunidade de viajar pelo mundo e conheceu tantas pessoas e tantas histórias. A música passa a ter uma importância sem tamanho e é capaz de unir vidas diferentes com um significado tão sincero. Jeff diz se orgulhar muito disso.

Memórias e mais memórias

No possível momento mais engraçado da conversa, Jeff se empolga, mas de um jeito que atiça a curiosidade de quem o escuta. Indagado sobre a pior memória dessa época, o guitarrista não pensa duas vezes antes de responder: “Eu estava zerado. Eu não tinha um único centavo no meu nome. Era uma bela duma m****. Na época, eu estava morando em um apartamento de m**** com a minha namorada e nós estávamos falidos, sem um dinheiro para economizar“.

Já em questão de melhor memória, Jeff pareceu bem nostálgico em sua resposta, como quem reconhece a importância de um momento e guarda-o com muito carinho. “A melhor memória é que de repente as coisas começaram a mudar para nós. Tivemos a chance de conhecer o mundo, pudemos fazer coisas extraordinárias. Foi espetacular, entende? A gente foi para o Japão pela primeira vez, viemos para o Brasil (…) foi muito importante“.

Material novo?

No momento, não. Segundo o guitarrista, essa tour é inteiramente sobre o primeiro álbum e os seus sucessos. Mas a esperança é a última que morre: Jeff explica que as pessoas terão de esperar no decorrer do ano para um novo trabalho.

Para os fãs mais ansiosos, o jeito é se contentar com o último lançamento do grupo, ainda de 2016. Para os fãs mais ansiosos ainda, o jeito é contar os dias até 26 de maio, quando os integrantes chegam à capital.

Ah, e é claro que ele não ia terminar sem mandar aquele recado para os fãs curitibanos, né? Se liga:

Serviço – Simple Plan em Curitiba

Quando: 26 de maio de 2018 (sábado)

Onde: Live (Rua Itajubá, 143)

Quanto:

SETOR INTEIRA MEIA
PISTA PREMIUM (esgotado) R$280 R$140
PISTA R$160 R$80
CAMAROTE (esgotado) R$240 R$120
ÁREA VIP R$200 R$100

Vendas: pela LivePass | FNAC Curitiba ou Amplitur