Uma senha sera enviada para seu e-mail

El Padre, Le Père, The Father, de Florian Zeller, é um texto de grande sucesso mundial e já foi montado na França, Inglaterra e EUA. E agora, chega a Curitiba, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, com a apresentação de Fulvio Stefanini, a peça “O Pai“, com apresentações no palco do Teatro Fernando Montenegro. Os ingressos já estão à venda a partir de R$45.

Na França ganhou os Prêmios Molière, o mais importante do teatro francês, de melhor peça, ator e atriz principal em 2014. Segundo a imprensa francesa, “a melhor peça em cartaz em Paris em 2012”, “Magistral” segundo Le Point, “Inesquecível” segundo La Croix, “Emocionante” segundo Le Nouvel Observateur. Segundo France Inter, “Um tesouro nacional, não deixem de assistir se vocês estiverem em Paris, se vocês gostam de teatro, se vocês gostam das emoções, se vocês gostam dos risos que se dissolvem em lágrimas, se vocês gostam das lágrimas que se transformam em risos, se a humanidade significa algo para vocês…”.

O espetáculo retrata com requintado humor as vidas de um pai e de uma filha. As transformações trazidas pelo tempo, pela idade e pela convivência familiar. Como interferem no que os cercam? É possível sorrir diante de quadros já tão delicados como a idade avançada, dúvidas, doenças, decisões familiares? Tudo tratado de maneira poética, lúdica, romântica. O PAI é uma obra que transforma lágrimas em risos. E risos em lágrimas.

O texto mergulha no universo provável de um homem saudável cuja memória vacila. Nós mesmos sentimos as contradições dos fatos, a necessidade das repetições, a perda da lógica comum e as incompreensões e nossa razão fica também perdida. Pouco a pouco, ninguém consegue distinguir o real da ficção, o verdadeiro do falso, o importante e o superficial e então nós mesmos nos encontramos nesse vazio mental sem nenhum ponto de apoio, sem nenhuma possibilidade de evitar esse movimento inexorável em direção à alienação.  O norte da encenação é identificar a poesia de uma relação tão desgastada a partir de um problema aparentemente sem solução.

Uma obra que trata a relação humana de forma sutil e delicada. Abordar a “reta final” de uma trajetória desta maneira é fundamental para nossa própria compreensão. As dúvidas da filha, as confusões do pai, o envolvimento de terceiros. Tudo tão corriqueiro, tão próximo de todos nós.

Serviço – O Pai em Curitiba

Quando: 31 de agosto e 01 de setembro de 2018 (sexta-feira e sábado)

Onde: Teatro Fernanda Montenegro (Alameda Dom Pedro II, 255)

Horário: 21h

Quanto: a partir de R$45

Vendas: Disk Ingressos