Uma senha sera enviada para seu e-mail

A 26ª edição do Festival de Curitiba começou! Para você se preparar para o evento, o Curitiba Cult, junto com o Festival, vai trazer para você as notícias mais frescas!

Gastronomix: o que tem para beber?

E, neste fim de semana – dias 8 e 9 de abril, a partir do meio-dia e até as 20h no Museu Oscar Niemeyer – teremos o Gastronomix, a quermesse da alta gastronomia do Festival de Curitiba. Uma das novidades para matar a sede do público este ano será o Tropical Trucks vendendo cinco opções de sucos orgânicos e, ainda, as seguintes cervejas: Beer Maniacs; Hop’nRoll; Cervejaria Turbinada; Growler Brasil (só cerveja e chopp , kombi); Beer Maniacs; e venda de growlers da empresa Siphon Growlers.

Gastronomix: a gente não quer só comida

Em paralelo aos quitutes, há atividades para todos os públicos. O Espaço Kids proporciona atrações lúdicas para os pequenos que por lá estarão, como o espetáculo ‘Música Maestro’, com teatro de bonecos, com marionetes, bonecos luva e de vara. Faixa etária, livre. Para finalizar, atrações musicais e aulas shows durante todo o decorrer do evento (12h00 às 20h), no sábado e no domingo poderão ser conferidas e acompanhadas.

Este ano, Gastronomix terá espaço para os bichinhos

Para agradar os pets e seus donos, nesta edição do Gastronomix os cães serão bem-vindos, com áreas distintas para os amantes dos cachorros. Haverá um espaço dedicado exclusivamente aos ‘bichos’, além de 10 totens ‘pet stop’, com água e saquinhos ‘cata caca’, distribuídos pela área do evento. Também haverá vendas de muffins elaborados com ingredientes especiais.

Artefatos para cozinha

Os cozinheiros de plantão no Gastronomix poderão adquirir artefatos de cozinha em um espaço dedicado à comercialização de peças elaboradas por artistas de Curitiba, todas artesanais.

O QUE TEMOS PARA AMANHÃ (7 DE ABRIL – SEXTA) NA MOSTRA

Hoje entrou em cartaz Gaby Amarantos – Eu Sou e a Mostra de Solos de Vera Mantero. Amanhã é a vez dos seguintes espetáculos:

Blank, com Camila Pitanga: Conhecido por suas peças sem diretor, cenário e ensaios, o aclamado dramaturgo iraniano Nassim Soleimanpour leva essa experiência a novos extremos. A cada noite, a nova peça de Nassim, cheia de partes em branco, deve ser completada por um novo performer diante de um novo público. Com texto traduzido por Maurício Ayer, a montagem já teve Eduardo Moscovis, Débora Bloch e Caio Blat no Festival de Curitiba. Agora, neste fim de semana é a vez de Camila Pitanga, Julia Lemmertz e Gregório Duvivier no elenco. Atribuindo ao público a responsabilidade de decidir sobre os caminhos do enredo, “Blank” se transforma em uma máquina geradora de histórias, em que é compartilhada a trajetória do dramaturgo, do performer e de um membro aleatório da plateia. Simultaneamente, ela celebra a natureza comunitária e fugaz do teatro, pois nela os membros do público gritam, riem, suspiram e colaboram na invenção da história daquela noite, uma história que é irrevogavelmente deles e que nunca mais será contada da mesma maneira. Um apaixonante tour de force.

Cada um com seus pobrema: Quase uma década depois da temporada no Teatro Fernanda Montenegro, a peça “Cada Um Com Seus Pobrema” volta a Curitiba, desta vez no palco do Guairão. Sucesso de bilheteria, a comédia, que estreou em São Paulo em 2004, ganhou até continuação (Cada Dois Com Seus Pobrema). O pano de fundo do espetáculo são os bastidores do teatro. Na comédia solo, Marcelo Médici interpreta nove personagens e surpreende a plateia com a agilidade com que muda radicalmente de expressão e voz.

Involuntários da Pátria: De um encontro entre a gestora cultural Sonia Sobral e a artista e ativista Fernanda Silva surgiu a performance “Involuntários da Pátria”. A adaptação do texto do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro para os palcos é um manifesto em defesa dos povos indígenas. O texto do antropólogo foi apresentado em formato de aula aberta em várias cidades brasileiras e trata da sobreposição dos interesses econômicos aos dos povos indígenas e outros grupos tradicionais brasileiros. Ele defende que está em curso uma guerra contra os índios brasileiros, apoiada abertamente pelo Estado, que teria a obrigação de protegê-los.O texto foi lido pela ativista Fernanda Silva no Campo Arte Contemporânea, um espaço de residências artísticas de Teresina (PI), e chamou a atenção da gestora cultural Sonia Sobral.

O Pão e a Pedra: “O Pão e a Pedra”, um dos espetáculos que compõem a Mostra do 26º Festival de Curitiba, aborda as dificuldades de várias personagens do mundo trabalhista – entre elas uma mulher que se disfarça de homem para melhorar de vida – durante a greve dos metalúrgicos de 1979 no ABC. O espetáculo mistura elementos realistas, fantásticos e documentais, contrastando a prática política de uma greve histórica, cujas assembléias no Estádio da Vila Euclides contavam com mais de 70 mil trabalhadores, com expectativas ideológicas alimentadas pelo novo sindicalismo, a Igreja progressista e o movimento estudantil de esquerda.

Encontro do Interlocuções: Jé de Oliveira e Kátia Drummond

Neste dia 7, amanhã, é a vez do dramaturgo e ator Jé Oliveira, da cantora e atriz Katia Drumond e de um representante do NATA se encontrarem no Paço da Liberdade para um bate-papo. A mediação será de Luciana Romagnoli. O evento faz parte das Interlocuções, desdobramento da Mostra do Festival de Curitiba. A entrada é grátis.

II Curitiba Mostra:

Além de trazer cinco das oito estreias da Mostra do Festival de Curitiba, a Curitiba Mostra tem diversos eventos simultâneos realizados com a intenção de debater o atual momento das artes no Brasil: o Curitiba Urge, Encontrosnecessários e o bar oficial da Curitiba Mostra, que abre todos os dias às 17h, na área externa do teatro José Maria Santos.

Curitiba Urge
Até 9 de abril, sempre às 19h

Dentro da programação da Curitiba Mostra e a fim de abrir mais espaço para que artistas da cidade possam mostrar seus trabalhos, foi criado o Curitiba Urge, buscando ampliar vozes e reflexões sobre o momento que vivemos. Aberto a manifestações heterogêneas de shows musicais, manifestos, performances, leituras, pequenas cenas e outras ações artísticas a serem apresentadas na área externa do Teatro José Maria Santos. As inscrições das propostas foram livres aos interessados.

Encontrosnecessários
Até 8 de abril, sempre às 17h.

A promoção de encontros tem marcado a linha de atuação do Espaço Cênico, que organiza a Curitiba Mostra, desde seu início. Criado em 2003, o projeto Encontrosnecessários propõe um olhar sobre a criação, formação e difusão cultural, com convidados de distintas áreas. Encontros e bate-papos que compartilham os vários olhares e vivências dos participantes e público interessado. Em seus quase 15 anos de realização, esta ação registra o que vem sendo produzido e pensado em Curitiba e em outras cidades.

MishMash: Palhaço Tomate (Argentina)

Interpretado pelo comediante argentino Victor Tomate Avalos, o Palhaço Tomate será uma das atrações do MishMash 2017, mostra do Festival de Curitiba que vai acontecer nos dias 08 e 09 de abril no ParkCultural do ParkShoppingBarigüi. Internacionalmente conhecido pela sua arte com balões, O Palhaço Tomate promete, por meio de linguagem simples e interação como público, construir um polvo gigante

Esgotados e por esgotar

Os ingressos para a apresentação de 9 de abril de Blank, com Gregório Duvivier e O Pão e a Pedra estão esgotados. Outros espetáculos estão quase lotados: a apresentação de Blank, com Camila Pitanga, e Para Que o Céu Não Caia.

Espetáculos cancelados do Fringe

Amorexia, Ao Vento Ar Puro, As Aves, Dinner Show, Raiz do Sonho, Podre Poder, Simpósio sobre o interminável ciclo dos dias, Teatro de bonecas, Será que a gente influencia o Caetano, Andarte Andarilho, Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Bom, Caos, Pedido de Casamento, Alerta de Spoiler, O Lobo, Sobre a Cidade Dias, Teatro e Seus Ofícios – Palco Escola, Várias Coisas com Evandro Santos, Óbvio Voraz, TEAR – Espetáculo Experimental de Mostra de Processo.

Espetáculos com sessão extra no fringe

Fadinha, a magia está na varinha (SEEC – Auditório Brasílio Itiberê – 02/04 – 10:30), Jonet (Teatro Cleon Jacques, 29/03 19:00 e 04/04 19:00), Penélope Pelo Avesso (Centro Cultural Boqueirão, 31/03 20:00), A princesa cansada e o animal bocejante (Centro Cultural Boqueirão, 31/03 – 14:00), O homem que queria ser Rita Cadillac (TEUNI, 09/04 – 20:00), Versão Proibida – Segundo experimento (TUC, 06/04 14:00), Fabiano Cambota em “Sobre meu pai e outras histórias…” (Bar Curitiba Comedy Club, 31/03 19:30), A Melhor Escolha (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), A menina e o mundo (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba (02/04 – 11:30 E 14:30), Antonina, Little Star (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), A Bruxa (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Eles cultuam árvores mortas (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Na Varanda (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Saudady (Mostra de Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30, O Barqueiro ou O Ensaio Sobre a Liberdade Solitária (TUC, 02/04 – 20:00, 03/04 – 14:00, 05/04 – 20:00), Outra chance (Teatro Cleon Jacques, 06/04 – 19:00), Tô viajando com Fabio Rabin (Bar Curitiba Comedy Club, 07/04 – 19:30)

A programação completa do Festival de Curitiba e informações das vendas de ingressos você pode conferir aqui.